header top bar

section content

Mais de 40 Policiais realizam mega Operação na cidade de Sousa, nas primeiras horas desta sexta-feira

40 policiais militares realizaram atividades nas cidades da grande Sousa e Pombal, com o apoio de 15 viaturas entre veículos e motocicletas

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

20/09/2019 às 10h38 • atualizado em 20/09/2019 às 10h41

Operação Alvorada em Sousa

Policiais Militares do 14º BPM da cidade de Sousa, Sertão do estado, deflagraram nas primeiras horas dessa sexta-feira (20), a ”Operação Alvorada”, cujo objetivo é proporcionar a população segurança e tranquilidade, durante os trajetos rotineiros entre seus lares, trabalhos e escolas.

VEJA TAMBÉM!

+ Briga entre primos termina com dois feridos na cidade de Sousa

Foram realizadas abordagens nas entradas e saídas das cidades com buscas pessoais, buscas veiculares, pontos base em locais de concentração de pessoas, bem como onde as mesmas se exercitam.

Esteve à frente da Operação Alvorada, o Comandante do 14º Batalhão, Tenente Coronel Guedes, além dele, cerca de 40 policiais militares realizaram atividades nas cidades da grande Sousa e Pombal, com o apoio de 15 viaturas entre veículos e motocicletas.

Operação Alvorada em Sousa

Na cidade de Sousa, foram averiguadas 47 pessoas e 32 veículos entre motos, carros, ônibus e caminhões. Em Pombal foram fiscalizados 58 veículos e 132 pessoas. As informações constantes das pessoas e veículos foram levantadas pelo Centro de Operações da Polícia Militar – COPOM, com consultas ao SINESP CIDADÃO e INFOSEG.

DIÁRIO DO SERTÃO

Recomendado para você pelo google

SESSÃO NA CÂMARA

VÍDEO: Em Cajazeiras, coordenador de Diversidade Religiosa na PB fala sobre diálogo e busca por respeito

ASSASSSINATO

VÍDEO! Delegado fala sobre o crime de homicídio que vitimou professor de karatê em Sousa

SEM POLÍTICAS PÚBLICAS

VÍDEO – Líder lamenta ‘desprezo’ dos governos e ‘extinção’ da cultura dos ciganos na cidade de Sousa

VÍDEO

SERTÃO: Empresário sugere vaquinha para “salvar” feira de negócios após prefeitura negar apoio