header top bar

section content

ASSISTA: Vereador de cidade do Sertão da PB é espancado e grava vídeo acusando a prefeitura, que rebate

- No vídeo, ele diz que as agressões teriam sido motivadas pelo seu combate a um suposto esquema de corrupção e formação de quadrilha na prefeitura de Tavares

Por Jocivan Pinheiro

21/10/2019 às 15h26 • atualizado em 21/10/2019 às 15h30

O vereador Pablo Dantas, do município de Tavares, no Sertão paraibano, postou um vídeo nas suas redes sociais, neste domingo (20), onde aparece com o rosto ensanguentado e cheio de hematomas. No vídeo, ele acusa o chefe de gabinete da prefeitura e correligionários do prefeito Ailton Nixon de terem tentado matá-lo.

“O chefe de gabinete, juntamente com correligionários permanentes que estão atuando dentro da gestão, e principalmente no Bolsa Família, tentaram me matar”, diz o vereador.

Ainda no vídeo, ele diz que está recebendo atendimento no Hospital Regional de Princesa Isabel, e que as agressões teriam sido motivadas pelo seu combate a um suposto esquema de corrupção e formação de quadrilha em Tavares.

“Estou tentando, de certa forma, moralizar o serviço público, mostrar o que é certo. Só não morri hoje porque Deus é maior. Mas o grupo do prefeito tentou me matar. (…) Independente dessa tentativa de homicídio contra mim, vou manter esse trabalho de fiscalização, doa em quem doer”.

Vereador Pablo Dantas, do município de Tavares, no Sertão paraibano

Resposta da prefeitura

Em nota, a Prefeitura de Tavares negou envolvimento do prefeito Ailton Nixon no episódio. Segundo o comunicado, o chefe de gabinete Romeu Gonçalves é concunhado de Pablo Dantas e a briga teve motivos pessoais. A prefeitura também lamentou o ocorrido e disse que acionará a Justiça por estar sendo responsabilizada pelo episódio.

“O vereador usou sua página pessoal na rede social Facebook com o nítido objetivo de difamar e acusar o gestor, deixando claro que está se aproveitando de um fato isolado de briga em família já existente há anos para proferir calúnias contra o prefeito e seus funcionários, afirmando que todos fazem parte de uma gestão formada por quadrilha. O mesmo chama de corrupto e usa o termo o grupo do prefeito tentou me matar, deixando claro a má fé ao tentar transferir a culpabilidade para quem não pode responder por atos de terceiros”, disse a Prefeitura.

“As medidas judiciais já estão sendo tomadas, acionando a justiça em respaldo das pessoas inocentes que estão sendo denegridas e caluniadas no vídeo gravado pelo vereador Pablo Dantas. Reiteramos que o governo municipal não coaduna com gesto de violência de nenhuma das partes, e que também não se responsabiliza por fatos exteriores ocorridos em decorrência de bebidas alcoólicas e discussões de caráter pessoal”, completa.

Redação DIÁRIO DO SERTÃO

Recomendado para você pelo google

ESTELIONATO

VÍDEO: Após dois golpes em banco de Cajazeiras, advogado mostra como vítimas devem buscar seus direitos

FIQUE POR DENTRO

Radialista sousense fala das condenações de ex-prefeitos e visita da PF na casa de empresário no Sertão

6ª EDIÇÃO DO EVENTO

VÍDEO: Mesa Redonda da Faculdade Santa Maria discute direitos e diversidade humana; veja como participar

VÍDEO

Chico Mendes diz que pode dividir palanque com Cleide e dispara: “Tô pronto para disputar com Paula”