header top bar

section content

Furto de energia é alvo de operação da Polícia Civil e Energisa em São Bento e Paulista

Ao todo, 13 unidades foram autuados em flagrante.

Por Da assessoria

24/10/2019 às 04h57

13 unidades foram autuados em flagrante

Nesta terça e quarta-feira, 22 e 23 de outubro, Energisa, Polícia Civil e o Instituto de Polícia Cientifica (IPC) realizaram uma das maiores operações de combate ao furto de energia nas cidade de São Bento e Paulista, no Sertão do Estado. Academia, fábrica de rede, restaurante e outros estabelecimentos comercias foram flagrados cometendo o crime de furto de energia. Ao todo, a operação autuou 13 unidades consumidoras. A operação foi coordenada pelos delegados Sylvio Rabello e Anderson Fontes, e o Instituto de Polícia Cientifica – IPC.

A Energisa conta que o prejuízo nas duas cidades gira em torno de 8 GWh por ano. A ação foi planejada a partir de denúncias recebidas e, através do Centro de Inteligência em Combate a Perdas da empresa, foi possível mapear e identificar variações nos consumos e alto índice de energia desviada.

No último mês, 348 unidades foram autuadas e projeta-se que a energia recuperada durante as ações chegam a 551 MWh, o que é suficiente para abastecer 40% das residências da cidade de São Bento, durante um mês, por exemplo.

Só em 2018 mais 110 pessoas foram autuadas pela polícia na Paraíba por furto de energia. “Estima-se que as ações geraram um recuperado de aproximadamente 4 milhões em ICMS, o que reflete positivo para a população, pois os valores podem ser direcionados pelo Governo do Estado para a infraestrutura básica, como saúde e educação”, comenta Felipe Costa, gerente de combate a perdas da Energisa.

Além de crime previsto no Código Penal, no art. 155 e art. 171, com pena de até cinco anos de reclusão e multa, o furto de energia ocasiona prejuízos não só para a concessionária, mas principalmente ao consumidor que está em dia com o pagamento de suas contas, pois parte do prejuízo suportado é repassado aos seus consumidores, conforme indicado pelo órgão regulador, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Para denunciar o furto de energia é simples e sigiloso. Basta usar os canais disponibilizados pela Energisa através do telefone 0800 083 0196, site energisa.com.br, Agência de Atendimento da sua cidade e o aplicativo gratuito para smartphone Energisa On.

Da assessoria

Recomendado para você pelo google

EDUCAÇÃO

VÍDEO: Xeque Mate fala sobre tradicional colégio de Cajazeiras e recebe diretora, professoras e alunas

ALUNOS DÃO SHOW

VÍDEO: 3º dia da Mostra de Conhecimentos destaca a natureza, tecnologias, leitura, teatro e matemática

DIRETO AO PONTO

VÍDEO: advogado sousense fala sobre a redução da maioridade penal. Você é contra ou a favor?

VÍDEO

Dra Paula fala sobre dificuldades na gestão do seu esposo em Cajazeiras e diz ser contra demissões