header top bar

section content

VÍDEO: Delegado seccional destaca a quantidade de armas apreendidas em operação na região de Cajazeiras

Segundo a autoridade policial, horas depois da conclusão das ações, os policiais ainda não haviam feito a soma exata da quantidade de armas

Por Luiz Adriano

25/05/2022 às 17h37 • atualizado em 25/05/2022 às 17h41

O delegado seccional de Cajazeiras, Ilamilto Simplício, concedeu uma entrevista com exclusividade ao programa Olho Vivo da TV Diário do Sertão e falou sobre a ‘Operação Aracati’ que foi deflagrada nas primeiras horas da manhã desta quarta-feira (25) na cidade de São José de Piranhas, bem como em Cajazeiras, Sousa, Catolé do Rocha, Aguiar e Carrapateira, todas no Sertão; além de João Pessoa e Campina Grande e ainda nos Estados de São Paulo e Ceará.

O delegado disse que uma grande quantidade de armas, drogas e dinheiro foi apreendida. (Foto: divulgação/PCPB).

Segundo a autoridade policial, as Forças de Segurança lograram êxito na ação que teve a finalidade de dar cumprimento a mandados de prisão preventiva e de busca e apreensão expedidos pelo Poder Judiciário. Ele destacou a quantidade de armas apreendidas e até o momento da entrevista, a polícia ainda não havia contabilizado.

“A operação foi um sucesso, ela atingiu os objetivos iniciais que era justamente quebrar a facção criminosa, identificar os seus membros, todos estão identificados. Foram apreendidas muitas armas, a gente não conseguiu contabilizar ainda a quantidade de armas apreendidas, foram apreendidas drogas e dinheiro… foi uma importante quebra das lideranças, da atuação dessa facção criminosa da região de São José de Piranhas”, destacou.

Ele explicou ainda que “nem todos os mandados se deu cumprimento, porque os alvos não foram encontrados, de alguma forma eles não se encontravam em casa”. O delegado disse que esses indivíduos passa a ser considerados foragidos da Justiça e que os mandados ficam em abertos.

ENTENDA

Uma mega operação policial denominada de ‘Operação Aracati’, foi deflagrada nas primeiras horas da manhã desta quarta-feira (25) na cidade de São José de Piranhas, na região de Cajazeiras, com a finalidade de dar cumprimento a mandados de prisão preventiva e de busca e apreensão expedidos pelo Poder Judiciário.

As buscas envolvem a prática do tráfico de drogas, inclusive interestadual; associação para o tráfico de drogas; comércio ilegal de arma de fogo; lavagem de capitais; associação e organização criminosa.

Foram oferecidas três denúncias pela Promotoria de Justiça de São José de Piranhas, cujos autos tramitam sob Segredo de Justiça junto ao Juízo de Direito da Comarca de São José de Piranhas-PB, relativas a fatos que envolvem a atuação de integrantes da Facção Criminosa denominada de NOVA OKAIDA na prática dos crimes investigados.

Estão sendo cumpridos 62 mandados judiciais, expedidos nas ações penais em curso, sendo 34 de prisão preventiva e 28 de busca e apreensão, em face de 39 pessoas, nas cidades de João Pessoa, Campina Grande, São José de Piranhas, Aguiar, Sousa, Cajazeiras, Carrapateira e Catolé do Rocha, bem como nos Estados de São Paulo e Ceará.

DIÁRIO DO SERTÃO

SERÁ OUVIDO

VÍDEO: Homem é conduzido à delegacia de Pombal após suspeita de importunação sexual dentro de um ônibus

ESCLARECENDO DÚVIDAS

VÍDEO: Padre explica por que a Igreja Católica Apostólica Brasileira aceita casamento de sacerdotes

DURANTE MISSA

VÍDEO: Bispo de Patos faz alerta a respeito de ‘marcas’ que ficam em crianças abandonadas pelos pais

NOMES QUE NUNCA CONCORRERAM

VÍDEO: Secretária municipal vence enquete online sobre possíveis candidatos a prefeito de Cajazeiras

Recomendado pelo Google: