header top bar

section content

Analista político de Cajazeiras declara que André levará reeleição fácil

Ele também revelou que caso reeleito, André Gadelha ficará apenas dois anos no cargo e deverá sair para disputar uma vaga na Câmara Federal. Veja vídeo!

Por Luzia de Sousa

10/04/2016 às 13h21 • atualizado em 11/04/2016 às 18h03

André Gadelha não tem acordo com Ricardo Coutinho

O analista político da cidade de Cajazeiras, o radialista Gutemberg Cardoso declarou esta semana que Sousa não comporta três candidaturas a prefeito pelas oposições (Fábio Tyrone-PSB; Zé Célio-PPS e Zenildo Oliveira-PSD). “Não vinga”.

Segundo Gutemberg, ao menos dois pré-candidatos oposicionistas devem se unir para um chapão no enfrentamento ao atual prefeito André Gadelha (PMDB), que disputará a reeleição.

“Com três candidaturas [da oposição] André fatura com tranquilidade. Com duas pode equilibrar”, analisou ele.

O cajazeirense afirmou que uma possível união dos três oposicionistas poderia fazer a eleição de Sousa em um “páreo duro”.

Para o analista, André Gadelha tem o apoio dos três senadores: Cássio, Zé Maranhão e Raimundo Lira. Ele também revelou que caso reeleito, André ficará apenas dois anos no cargo e deverá sair para disputar uma vaga na Câmara Federal.

Felipe Abrantes ou Enyo Medeiros, de acordo com o radialista poderão sair como vice e comandar Sousa nos dois últimos anos do mandato.

Vice de Tyrone ele apontou possíveis nomes como: João Estrela e Joana Estrela (filha de Joana Estrela).

Já para Zenildo Oliveira, o cajazeirense elencou o nome do vereador Odair José.

Veja vídeo!

DIÁRIO DO SERTÃO

OS CIRENEUS DO CAMINHO

VÍDEO: Programa Mensagem de Esperança reflete sobre imunização espiritual e como lidar com adversários

'MENSAGEM DE FÉ'

VÍDEO: Padre apresenta programa especial na TV sobre a tradicional Festa de Dom Bosco em Cajazeiras

'OPINIÃO DO CIDADÃO'

VÍDEO: Em Cajazeiras, presidente da OAB-PB diz ser contra posse de arma: “Índices de mortes aumentam”

PROPRIEDADES EMBARGADAS

VÍDEO: Impedidos de plantar, agricultores de Cajazeiras acusam IBAMA de excessos na aplicação de multas