header top bar

section content

Aliado de Denise se solidariza com Jucinério e revela rompimento com vice-prefeito

O fato, é que na noite deste sábado (14) a escolha do nome do vice na chapa da prefeita Denise Albuquerque provocou desentendimento entre o vice-prefeito e o deputado.

Por Luzia de Sousa

16/05/2016 às 07h20 • atualizado em 16/05/2016 às 07h28

Jeová declara que não Jr. Araújo sabe que não será vice

A dinâmica da política realmente surpreende muita gente e, nessa metamorfose de acordos que produz novos cenários a todo momento, engana-se quem acha que o amigo de hoje, é o amigo de sempre. Cajazeiras é uma prova viva dessa “dinâmica” tão propagada pelos políticos que, já desuniu e uniu antigos aliados e adversários.

A nova mudança no cenário político da cidade é o rompimento entre o deputado estadual Jeová Vieira Campos (PSB) e, o vice-prefeito Júnior Araújo (PTB) que, surge como uma bomba, uma vez, que os dois sempre se mostraram afinados politicamente, mesmo, com os caminhos contrários traçados nas últimas eleições estaduais.

Veja também

? Em Cajazeiras, deputado faz ‘afago’ a Jeová, volta a atacar Carlos Antônio e alfineta Denise. Ouça

? Prefeitura do Sertão abre concurso público com salários de quase R$ 3 mil; Vagas são destinadas a todos os níveis de escolaridade

?Oportunidade: Prefeitura do Sertão começa inscrição para concurso público; Salário vai até R$ 6 mil

O fato, é que na noite deste sábado (14) a escolha do nome do vice na chapa da prefeita Denise Albuquerque provocou desentendimento entre o vice-prefeito e o deputado que, revelou a alguns amigos e membros da imprensa, sem pedir segredo, que não mais defende o nome do petebista, indo além; “o vice terá que ser uma indicação do governador Ricardo Coutinho”. Jeová ainda teria desabafado: “defendi o nome dele até ontem”.

As críticas de Júnior Araújo ao governo do estado, principalmente, ao funcionamento da hemodiálise do HRC (Hospital Regional de Cajazeiras) chegando ao ponto de defender a oposição, como no caso do advogado Adjamilton Pereira que publicou matéria denunciando a dificuldade de um paciente em ser atendido na hemodiálise de Cajazeiras, pode ter sido o pivô do “quiprocró”.

Como Araújo é o nome defendido pela prefeita Denise e, o ex-prefeito Carlos Antônio (DEM), este último, a quem alguns atribui o apoio de Júnior a Cássio Cunha Lima (PSDB), a aresta causa um grande mal-estar dentro do grupo de situação que, vê um possível rompimento se aproximando.

DIÁRIO DO SERTÃO com Blogdofurao.com

Recomendado para você pelo google

ADEUS

VÍDEO: Antiga comerciante do Mercado Central de Cajazeiras morre após perder luta contra o câncer

FORA DE CIRCULAÇÃO

VÍDEO: delegado fala sobre a prisão de homem suspeito de fabricar armas de fogo em Sousa

ELEIÇÕES 2020

VÍDEO: Paula revela quem ela e Zé Aldemir apoiarão nas eleições das cidades de Uiraúna e Santa Helena

EXPLICAÇÕES

VÍDEO: Governador diz que falta de legista no fim de semana no IPC de Cajazeiras está sendo resolvida