header top bar

section content

Comentarista político diz que prefeito de Sousa pode perder o mandato e revela briga do gestor com secretários: “Ele está apertadíssimo”. Vídeo!

Chico Cardoso finalizou a entrevista falando sobre a crise que está enfrentando o governo de Fábio Tyrone (PSB)

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

29/05/2017 às 15h00 • atualizado em 29/05/2017 às 15h15

O comentarista político Chico Cardoso, no seu Direto ao Ponto da semana, fez uma análise sobre a crise política que o Brasil está enfrentando atualmente, falou também sobre a política da Paraíba e a gestão do prefeito de Sousa, Fábio Tyrone (PSB).

Ele afirmou que o atual presidente Michel Temer (PMDB) tem que sair do mandato: “Não existe em hipótese alguma a eleição direta. Estamos vivendo muitos escândalos e o presidente do Brasil tem que sair, pois, cometeu erros insustentáveis”, revelou.

Paraíba
Em relação à política da Paraíba, ele revelou que o Governador Ricardo Coutinho (PSB) é a maior liderança política do Estado e está pronto para receber a adesão do prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PSD). Chico também falou sobre os possíveis nomes que disputarão a vaga de governador da Paraíba em 2018.

Em Sousa
Chico Cardoso finalizou a entrevista falando sobre a crise que está enfrentando o governo de Fábio Tyrone (PSB), prefeito da cidade de Sousa:

“Ele está apertadíssimo por conta das ações jurídicas contra ele em Brasília já na reta final e ele pode perder seu mandato. Dizem que ele está brigando todos com os secretários e já perdeu cinco deles, isso não é brincadeira, a questão é muito séria”, destacou Chico.

DIÁRIO DO SERTÃO

DIÁRIO ESPORTIVO

VÍDEO: Na TV, dirigentes do Atlético de Cajazeiras explicam contratações fechadas e outras que ‘melaram’

NOVAS CRÍTICAS

VÍDEO: Para líder católico de Cajazeiras, o Nordeste será “um recanto esquecido” por Bolsonaro

CLIMA DE EMOÇÃO

VÍDEO: Amigos e familiares destacam o legado de Dr. Toinho durante velório do advogado em Cajazeiras

ECONOMIA

VÍDEO: Com fila zerada, Bolsa Família injeta quase R$ 2 milhões por mês em Cajazeiras, diz coordenador