header top bar

section content

Após o aumento do STF, vereadores do Sertão da PB apresentam projeto para aumentar os próprios salários

O presidente explicou que o projeto prevê o aumento de R$ 6.000 para R$ 6.600 e justificou que o Legislativo está há cinco anos sem aumento.

Por Luzia de Sousa

28/11/2018 às 16h37

Vereadores de Pombal já têm projeto para aumentar salários

Após o aumento de salário de ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), passando de R$ 33,7 para R$ 39,3 mil, aprovado pelo Congresso e sancionado pelo presidente Michel Temer (MDB), o desejo de ter salários maiores chegou ao Sertão da Paraíba.

Desta vez, a Câmara Municipal de Pombal, no Sertão do Estado, onde os 13 vereadores da Casa Legislativa recebem, cada um, R$ 6.000 mensais.

A informação foi confirmada pelo Presidente da Câmara, o vereador Rogério Martins (PDT), adiantando que o projeto já foi lido na sessão dessa terça-feira (27).

Martins disse que não sabe se vai dar tempo aprovar o reajuste ainda este ano, pois o recesso da Casa ocorre já no mês de dezembro e o projeto precisa passar pelas comissões, mas assegurou que os 13 vereadores são favoráveis a matéria que legisla em causa própria.

Ele explicou que o projeto prevê aumento de 10%, passando de R$ 6.000 para R$ 6.600 e justificou que o Legislativo está há cinco anos sem aumento de salário.

A redação do Diário do Sertão tentou ouvir outros vereadores, além do prefeito Abmael de Sousa Lacerda (Verissinho – MDB), porém, sem êxito.

DIÁRIO DO SERTÃO

Recomendado para você pelo google

EM CAJAZEIRAS

VÍDEO: Ciro diz que Ricardo ‘prejudicou-se na sucessão’, mas elogia Azevêdo: “Seria uma honra no PDT”

PREOCUPADO

VÍDEO: Na Semana dos Pobres, bispo de Cajazeiras diz que “pobreza se avoluma cada vez mais nas cidades”

A OBRA PAROU?

Ex-vereador denuncia que terminal rodoviário de Sousa está abandonado: “Prefeito Tyrone não está nem aí”

PROJETO DE LEI

VÍDEO: Comentarista diz que críticas ao leilão de imóveis da Prefeitura de Cajazeiras é ‘politicagem’