header top bar

section content

Paula pede ao povo brasileiro que continue vigilante ao desdobramento do crime contra Marielle Franco

A deputada advoga que a sociedade brasileira precisa saber quem realmente são os mandantes do assassinato da vereadora

Por Diário do Sertão com Assessoria

13/03/2019 às 15h05

Deputada Drª Paula (PP) em Tribuna da Assembleia Legislativa

A deputada Drª Paula (PP) foi à Tribuna da Assembleia Legislativa, nesta quarta-feira (13), pedir ao povo brasileiro que continue vigilante quanto ao caso do assassinado da vereadora Marielle Franco, como forma de cobrar das autoridades a elucidação do crime, a partir da prisão dos dois policiais suspeitos, para que, o mais rápido possível, se chegue aos mandantes do crime. “Não podemos silenciar ante o que aconteceu com Marielle. Silenciar é compactuar com um crime contra a mulher”, declarou a parlamentar.

De acordo com a deputada, o caso em questão se trata de um crime político e contra a mulher. “O assassinato da vereadora foi um crime de feminicídio, um crime político. Marielle representa todas as mulheres brasileiras”, ressaltou Drª Paula.

Drª Paulo acrescentou que o caso requer urgência, vez que o crime compromete não apenas o trabalho das mulheres negras, indígenas, mas a ação de todas as mulheres que defendem as minorias. “Esse crime compromete a atuação das mulheres que lutam pelas minorias neste país”, enfatizou.

A deputada advoga que a sociedade brasileira precisa saber quem realmente são os mandantes do assassinato da vereadora. “Eu não poderia deixar de externar a minha indignação em ver que, após um ano do assassinato da vereadora, o que nos apresentam são, apenas, dois militares suspeitos. Ao que tudo indica, eles foram pagos para eliminar uma mulher de luta e de coragem. Mas, quem são os verdadeiros mandantes? O país precisa desta resposta”, concluiu.

O caso – Marielle Franco, vereadora do Rio de Janeiro pelo PSOL, foi assassinada no dia 14 de março de 2018, no Estácio, região central da cidade. Os criminosos estavam em um carro que emparelhou com o da vereadora e efetuaram vários disparos, que também mataram o motorista.

Recomendado para você pelo google

ELITISMO?

VÍDEO: Escolas federais têm segurança, mas as outras são ‘destratadas’, afirma diretor em Cajazeiras

FUTEBOL

VÍDEO: Diário Esportivo fala sobre o Festival de Prêmios do Atlético e do clássico contra o Sousa

MASSACRE DE SUZANO

VÍDEO: Psicóloga fala sobre jogos eletrônicos e ausência da família influenciando tragédias com jovens

O CAMINHO

VÍDEO: Em Pombal, Frei Gilson declara que a Igreja Católica precisa pregar um catolicismo praticante