header top bar

section content

VÍDEO: “Imagine que a gravação vazada fosse Moro e advogado de Lula conversando”, diz comentarista

O jornalista disse que o promotor tem dois caminhos: ou conversar com os promotores que acusam ou com os advogados de defesa.

Por Raquel Alexandre

12/06/2019 às 10h21 • atualizado em 12/06/2019 às 10h27

O jornalista cajazeirense Gutemberg Cardoso, comentou durante seu programa de rádio dessa terça-feira (11), na Arapuan FM, sobre o caso do Juiz Sérgio Moro, que teve conversas vazadas na internet.

Na noite de domingo (09), o site The Intercept divulgou trechos de mensagens atribuídas aos procuradores da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba e ao então juiz Sérgio Moro extraídas do aplicativo Telegram.

Gutemberg indagou se a história tivesse sido contada diferente? “Imagine que a gravação vazada não fosse Moro conversando com o Procurador da República Deltan Dallagnol, e seria Moro conversando com o advogado de Lula, fazendo tratativas, pedindo orientação ou discutindo temas para na decisão final, Moro não ter condenado Lula”, disse.

O jornalista afirmou que dessa forma, Lula teria sido absolvido, e obviamente que tal decisão de Moro teria seguido as instâncias superiores.

Gutemberg salientou ainda que o promotor tem dois caminhos: ou conversar com os promotores que acusam ou com os advogados de defesa. “Qual seria o correto”? Questionou.

O radialista afirmou que o juiz não pode ter proximidade nem com o promotor, nem com a defesa, ele pode até receber memorandos ou ouvir em audiências, mas discutir de tratativas, métodos, estratégias políticas, é gravíssimo.

‘Acusar hackers, não Moro, não Dallagnol, quem com ferro fere, com ferro será ferido”, finalizou.

DIÁRIO DO SERTÃO

Recomendado para você pelo google

VISTANDO SUA TERRA NATAL

Heron Cid defende centro universitário em Marizópolis e ponto de intersecção entre Sousa e Cajazeiras

BOA NOTÍCIA

Hospital Universitário de Cajazeiras passa a oferecer novos serviços para a população do Alto Sertão

REVOLTA

VÍDEO: ‘Só quem odeia Lula o quer preso, como se ele fosse um bandido perigoso’, diz jornalista

VÍDEO

“Sou liderança forte, mas estou abandonado”, declarou Gobira ao vivo sobre grupo de Carlos Antonio