header top bar

section content

Ex-prefeito diz que André Gadelha roubou o dinheiro dos inscritos no concurso de Sousa

"É uma vergonha, tomaram de assalto o dinheiro dos estudantes que se inscreveram no concurso", disse Tyrone.

Por

02/04/2014 às 09h35

O ex-prefeito de Sousa deu nota zero a administração de André Gadelha (Foto: DS)

O ex-prefeito de Sousa, Fábio Tyrone (PSDB) prestou entrevista a reportagem do Diário do Sertão e deu declarações sobre a gestão do atual prefeito de Sousa, André Gadelha. Tyrone falou sobre o concurso público que ainda não foi realizado na cidade de Sousa e deu nota zero a gestão municipal.

De acordo com Tyrone, o governo André Gadelha merece nota zero. “Saúde nota zero, a educação péssima, infraestrutura não existe e a população está passando pelo pior momento que Sousa já passou com essa gestão atual. Os bairros estão afundando na lama", falou o ex-prefeito.

Sobre o concurso público de Sousa que foi suspenso pela justiça, Tyrone declarou que a gestão de André Gadelha roubou o dinheiro de todos os inscritos. “São muitos escândalos. É uma vergonha, tomaram de assalto o dinheiro dos estudantes que se inscreveram no concurso. Tomaram o dinheiro de pessoas que sonhavam em servir à Prefeitura”, afirmou Fábio Tyrone.

Outro lado
O secretário de administração da Prefeitura de Sousa, Lailson Fontes, declarou que está aguardando um posicionamento do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE), para que possa ser divulgado o edital para escolha de uma nova empresa que realizará o concurso de Sousa.

Veja o vídeo!
?

DIÁRIO DO SERTÃO

Tags:

Recomendado para você pelo google

EVANGÉLICO DE OPOSIÇÃO

VÍDEO: Pastor de Cajazeiras diz que Bolsonaro está destruindo o país e não levou facada: “Foi uma farsa”

EM SOUSA

Radialista revela que “vítima da mão pesada e dos chutes do prefeito Tyrone” disputará eleições em 2020

VÍDEO

Comandante do Corpo de Bombeiros aponta possíveis causas do incêndio no lixão de Cajazeiras

SAÚDE

VÍDEO: Programa Xeque Mate fala sobre a saúde de Cajazeiras e recebe popular e diretoras do HUJB e HRC