header top bar

section content

Hospital de CZ explica caso de paciente que estava fazendo hemodiálise em Sousa. Veja!

A assessoria disse que o serviço conta com uma máquina de osmose portátil, para atendimento dos pacientes da UTI

Por Luzia de Sousa

11/05/2016 às 12h16 • atualizado em 11/05/2016 às 12h29

A assessoria do Hospital Regional de Cajazeiras publicou nota nessa terça-feira (10), para explicar sobre o serviço de hemodiálise, no caso de uma denúncia que um paciente cajazeirense da hemodiálise não havia conseguido vaga para ser atendido na cidade e estava fazendo as sessões na cidade de Sousa.

VEJA MAIS

Superintendência do HUJB emite Nota sobre morte da criança cajazeirense de 4 anos

Menino de quatro anos de idade da cidade de Cajazeiras morre em hospital de Patos-PB; Suspeitas foram infecção de pulmão e H1N1

Diretor do HUJB comenta morte de criança e diz que médicos não querem trabalhar sob pressão

Na nota, o HRC explica que o paciente não foi admitido para tratamento em Cajazeiras, “devido a unidade está operando em sua capacidade máxima”, argumentando, ainda, que o número de pacientes na unidade, nos últimas messes, passou de 66 para 78 pacientes, número este que corresponde a capacidade máxima permitida pela Secretaria de Saúde do Estado.

A assessoria disse que o serviço conta com uma máquina de osmose portátil, para atendimento dos pacientes da UTI, contestando as informações correntes no próprio hospital.

Entenda
A assessoria de comunicação do Hospital Regional de Cajazeiras vem através desta explicar o que se segue:

Segundo informações veiculadas na imprensa, dando conta que, o paciente Laércio Arruda Cavalcante, teria procurado o serviço de hemodiálise no HRC para atendimento e que, o mesmo supostamente teria sido negado. Informação esta que não procede.

Em primeiro momento, informamos que, o número de pacientes atendidos na unidade, nos últimos meses passou de 66 para 78 pacientes, número este que corresponde à capacidade máxima permitida pela auditoria da Secretaria de Estado da Saúde. A empresa opera em sua totalidade com 14 máquinas novas, para a realização dos procedimentos de hemodiálise, ofertando também, um equipamento móvel (máquina de osmose reversa portátil) para a realização de diálise na Unidade de Terapia Intensiva e que, inclusive, dois pacientes estão realizando estes procedimentos na UTI atualmente, o serviço conta também, com um equipamento reserva para o uso em alguma eventualidade.

No tocante ao assunto sobre a admissão do paciente, vale ressaltar que o mesmo não teria sido admitido, devido à unidade já está operando em sua capacidade máxima, mas, informamos que, a vaga já foi disponibilizada, e que o paciente estará realizando o procedimento, a partir desta quinta feira (12).

A referida empresa (NEPHRON) citada na matéria, mantém o seu compromisso firmado com o Governo do Estado e com a população, de ofertar um serviço de qualidade e acima de tudo com responsabilidade. O Hospital Regional de Cajazeiras coloca-se a disposição para maiores esclarecimentos.

DIÁRIO DO SERTÃO

PROBLEMA GRAVE

VÍDEO: No Xeque-Mate, voluntários debatem sobre maus tratos e abandono de animais em Cajazeiras

SANTO PADROEIRO

VÍDEO: Padre anuncia programação da festa de Dom Bosco em Cajazeiras; festival de música é confirmado

FÓRUM AÇUDE GRANDE

VÍDEO: Grupo entrega documento no MP para fortalecer campanha de revitalização do açude de Cajazeiras

"FICOU DESPREZADA"

VÍDEO: Mulher acusa HRC de negligência no caso da morte de sua irmã após parto; hospital responde