header top bar

section content

Paraíba planeja ações para conquistar selo livre de peste suína

No final do encontro, houve um nivelamento de conceitos com os participantes.

Por Luzia de Sousa

18/05/2016 às 06h27 • atualizado em 18/05/2016 às 07h08

Vacinação contra a gripe (Foto: Diário do Sertão)

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento da Agropecuária e da Pesca, vem discutindo ações junto ao Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (Mapa) para reconhecimento da Paraíba como área livre de peste suína.

Durante uma semana, os técnicos da Defesa Agropecuária Estadual se reuniram com representantes de todos os Estados da região Nordeste e mais o Estado do Pará para planejar as ações e desenvolver uma proposta conjunta de trabalhos em busca do reconhecimento pelos órgãos nacionais e internacionais.

VEJA MAIS

?Depois de duas vítimas suspeitas de ‘Gripe Suína’, morre 1ª vítima de calazar no Hospital de Cajazeiras

?Cajazeiras registra primeira morte suspeita da ‘Gripe Suína’; Já são dois casos no HRC

Menino de quatro anos de idade da cidade de Cajazeiras morre em hospital de Patos-PB; Suspeitas foram infecção de pulmão e H1N1

H1N1: Cajazeirense denuncia que foi a posto 21 vezes para tomar vacina e não conseguiu

Segundo técnico da Defesa Agropecuária Filipe Rosado, na Paraíba não há registro de casos de peste suína e a criação de suínos é de subsistência, ou seja, não é representativa, cujos produtores têm o suíno como uma poupança – os animais são criados para serem vendidos para aquisição de algo que o produtor necessite. “Estamos trabalhando para que o estado venha a ser um grande produtor de suínos e o primeiro passo é a certificação”, afirmou.

O secretário do Desenvolvimento da Agropecuária e da Pesca, Rômulo Montenegro, disse que, apesar das dificuldades, o Estado não medirá esforços para conquistar a certificação. “São etapas como foi feito com a aftosa. Todos os Estados da região Nordeste precisam fazer trabalhos de melhoria nos cadastros, da legislação relacionada ao Programa Nacional de Sanidade Suídea (PNSS), das vigilâncias, para, após isso, realizar um estudo de prevalência da doença em toda a região. Só então haverá o pleito de área livre”, explicou.

No final do encontro, houve um nivelamento de conceitos com os participantes. “Nós vimos, por meio das palestras realizadas, que muito deve ser feito para avançar, todavia, como o trabalho para febre aftosa já foi feito na nossa região Nordeste, algumas etapas nós já cumprimos”, disse José Claudio, técnico da Agência de Defesa Agropecuária de Alagoas.

Assessoria

Recomendado para você pelo google

"SÓ PODE LULA?"

VÍDEO: Bolsonaristas defendem 2ª instância, mas não querem amigos presos pela Andaime, diz colunista

PERIGO

VÍDEO: Preocupado com incêndios em Cajazeiras, chefe dos Bombeiras alerta sobre limpar terreno com fogo

PARA ATRAIR TURISTAS

VÍDEO: Bom Jesus realiza 1º Encontro de Motocross com sucesso, e prefeito promete investir no evento

EDUCAÇÃO EM CAJAZEIRAS

VÍDEO: Alunos dão show de aprendizado na Mostra de Conhecimento do Colégio Nossa Senhora do Carmo