header top bar

section content

Cajazeirense Josival Pereira deixa TV e assume secretária de prefeitura

O comunicador cajazeirense Josival Pereira está deixando a TV Tambaú para assumir a secretaria de comunicação do João Pessoa.

Por Luzia de Sousa

22/06/2016 às 18h18

Jornalista cajazeirense assume Secretaria em JP

O comunicador cajazeirense Josival Pereira está deixando a TV Tambaú para assumir a secretaria de comunicação do João Pessoa.

O prefeito Luciano Cartaxo anunciou nesta quarta-feira, 22, o jornalista e advogado josival Pereira, como novo Secretário de Comunicação da Prefeitura de João Pessoa. Josival assume a Secom Municipal com a missão de promover a interlocução da gestão com os veículos de comunicação para levar ao pessoense o conjunto de ações e serviços que a administração municipal vem desenvolvendo na capital de todos os paraibanos.

Josival Pereira é natural de Cajazeiras, no alto sertão paraibano, onde iniciou uma das mais bem sucedidas carreiras profissionais do jornalismo paraibano. Jornalista e advogado, Josival teve passagens marcantes nas principais emissoras de rádio de Cajazeiras e Sousa, e foi correspondente do jornal Correio da Paraíba na região sertaneja.

No inicio da década passada, chegou a João Pessoa para apresentar o programa Correio Debate, na rádio 98 Correio FM, e assumir a editoria de política do jornal Correio da Paraíba, tendo permanecido em ambas as funções por cerca de 10 anos. Josival Pereira estava à frente do portal Tambaú 247 e do programa Tambaú Debate, da TV Tambaú.

Uma das última colunas que escreveu para o Tambaú 247 tratava sobre o estado de erosão da Barreira do Cabo Branco. Confira:

RICARDO E CARTAXO FAZEM FIRULA POR ACESSO, MAS ESQUECEM A GRAVE EROSÃO DA BARREIRA DO CABO BRANCO
31/05/2016 10h59 Atualizado em 31/05/2016 12h26

As investigações que têm sido realizadas mais recentemente no Brasil comprovam sobejamente que o modo de se fazer política no país é profundamente predatório, com graves prejuízos para a coisa pública e a sociedade.
Na Paraíba, há um agravante. Além das deficiências de gestão e das malversações ( não somos uma ilha de correção), frequentemente os gestores públicos se enfrentam em disputas eleitorais que também causam prejuízos à sociedade.
Outra prática nociva é a brincadeira de se fazer disputa politica em torno de objetos que são da obrigação de cada um, muitas vezes mirando-se o acessório e esquecendo o principal.
É o que ocorre agora com a disputa entre o governador Ricardo Coutinho e o prefeito Luciano Cartaxo em relação à construção da pavimentação de acessos à Estação Ciência.
No caso, ambos têm até alguma razão, mas ambos também estão gravemente errados.
Lógico que o acesso à Estação Ciência é necessário. Registre-se, pois, como positiva a cobrança do governador Ricardo Coutinho e não se deixe de registrar que, apesar de lentamente, a gestão do prefeito Luciano Cartaxo vem realizando a obra.
Aponte-se, porém, com toda clareza, que o principal problema da barreira do Cabo Branco não é o acesso à Estação Ciência. A construção de 1,2 km de pavimentação é ninharia diante da erosão crescente da barreira provocada pelo mar.
Cadê o projeto executivo de contenção da barreira do Cabo Branco que já várias vezes a gestão Cartaxo anunciou que estava ficando pronto? Cadê os R$ 6 milhões de uma emenda do deputado Wilson Santiago para o início das obras?
Por que o governador Ricardo Coutinho não usa de seus arroubos para anunciar que o governo do Estado vai executar o projeto principal de contenção da barreira do Cabo Branco, sabendo-se que muito provavelmente o agravamento da erosão se acentuou com a construção da Estação Ciência em sua gestão de prefeito?
Claro que a responsabilidade pela obra é da Prefeitura, mas nada impede que o Estado a realize ou se proponha a fazê-la em parceria.
O que se tem aqui, contudo, é uma bestificante disputa eleitoral em torno do acesso à Estação Ciência, esquecendo-se do grave problema da erosão da barreira.
Muita firula é pouca solução.

Fonte: ASSESSORIA

Recomendado para você pelo google

ELITISMO?

VÍDEO: Escolas federais têm segurança, mas as outras são ‘destratadas’, afirma diretor em Cajazeiras

FUTEBOL

VÍDEO: Diário Esportivo fala sobre o Festival de Prêmios do Atlético e do clássico contra o Sousa

MASSACRE DE SUZANO

VÍDEO: Psicóloga fala sobre jogos eletrônicos e ausência da família influenciando tragédias com jovens

O CAMINHO

VÍDEO: Em Pombal, Frei Gilson declara que a Igreja Católica precisa pregar um catolicismo praticante