header top bar

section content

Padre de Cajazeiras diz ser contra a Lei da Palmada e afirma que internet está criando a “Indústria do Terror”

“Esses dispositivos estão criando um vazio na formação, uma omissão das famílias dentro do processo formativo”, disse.

Por

10/10/2014 às 16h14

Padre Francivaldo, Direto ao Ponto

Em seu comentário “Direto ao Ponto” nesta sexta-feira (10) para a TV Diário do Sertão, o padre Francivaldo Albuquerque comentou a questão dos novos dispositivos legais como a Lei da Palmada e a Redução da Maioridade Penal.

Para o padre, as famílias ficam desnorteadas, se perguntando como estabelecer limites sem castigos.  “Esses dispositivos estão criando um vazio na formação, uma omissão das famílias dentro do processo formativo”, disse. 

O padre Francivaldo considera impossível formar crianças sem o controle de algumas de suas ações. “É preciso acompanhar e monitorar as amizades. Muito do que ocorre é culpa da ausência dos pais que deixam os filhos nas mãos da internet. As crianças e adolescentes sabe escolher os alicerces certos da formação”, concluiu.

De acordo com o comentário do padre, os filhos criados pela TV e internet acabam dando canseira na polícia e fabricando o crime organizado. “É a indústria do terror”, disse.

Veja Vídeo!

DIÁRIO DO SERTÃO

Tags:

Recomendado para você pelo google

SERTÃO EM DESTAQUE

VÍDEO: Com cajazeirense na vice-presidência, Paulo Maia toma posse para comandar OAB Paraíba até 2021

MODELOS DE SUCESSO

VÍDEO: Empresários do Pará interessados em implantar TV A CABO visitam Netline e TV Diário do Sertão

DUAS CONDENAÇÕES

VÍDEO: Comentarista afirma que Lula vai morrer em breve porque “não aguenta mais tanta humilhação”

DIRETO AO PONTO

VÍDEO: Novas nomeações em Cajazeiras são resultado das ‘pazes’ entre Jeová e Júnior, diz comentarista