header top bar

section content

Governador contraria engenheiro sobre capacidade do aeroporto de Cajazeiras e anuncia balizamento no prazo de 45 dias. “Pousa jato”

Ricardo Coutinho explicou que o estado não pode exigir que empresa venha se instalar em Cajazeiras e operar voos comerciais no aeroporto da cidade.

Por Luzia de Sousa

03/04/2017 às 18h28 • atualizado em 03/04/2017 às 18h43

O governador Ricardo Coutinho (PSB) contrariou a análise feita por engenheiro de Cajazeiras, Alexandre Costa sobre o Aeroporto Pedro Vieira Moreira, com sede da Terra do Padre Rolim.

+ Engenheiro revela que aeroporto de Cajazeiras tem baixa classificação pela ANAC e se diz indignado: “Linhas áreas só em sonho. Aeroporto de teco-teco”

Segundo o engenheiro, a Anac avaliou a pista do aeroporto em Cajazeiras apta apenas para pousar teco-teco, mas segundo o socialista, a pista tem capacidade para receber jato.

Ricardo Coutinho explicou que o estado não pode exigir que empresa venha se instalar em Cajazeiras e operar voos comerciais no aeroporto da cidade, pois isso é questão de mercado.

Ele reforçou que o aeroporto vai receber o balizamento noturno e estipulou 45 dias de prazo apo o início da obra para sua conclusão. “Vai estar completo.Fizemos tudo”, destacou ele.

Técnicos da ANAC vistoriam a pista

Entenda
Inaugurado oficialmente pelo Governo do Estado em novembro de 2016, o aeródromo de Cajazeiras ainda não pode funcionar como um aeroporto de fato. Dois motivos básicos travam o projeto: a falta do balizamento noturno e de contratos com empresas para serem implantadas linhas aéreas com aviões de, no mínimo, médio porte.

De acordo com o engenheiro Alexandre Costa, o primeiro obstáculo está próximo de ser superado após o Governo do Estado anunciar que a empresa responsável pela instalação da estrutura do balizamento já foi escolhida através de licitação, embora a data para o início da obra ainda não tenha sido confirmada.

O engenheiro ainda não tem certeza se esse é mesmo o PCN da pista ou se foi erro de digitação. Mas foi sarcástico ao comentar sobre a possibilidade de implantação de linhas aéreas em Cajazeiras.

– Não podemos falar em linhas aéreas porque o aeroporto só recebe teco-teco. Essa classificação 6 é inferior a um pavimento de terra batida. Temos que corrigir isso para trabalhar com linhas aéreas – disse.

DIÁRIO DO SERTÃO

ESTÁ NA CAPITAL DESDE 2015

EXCLUSIVO: Após três anos, lendário padre de Cajazeiras revela o que motivou sua ida para João Pessoa

AMOR E FÉ

ESPECIAL DE FÉRIAS: Crianças e adolescentes de Cajazeiras e Sousa abrilhantam programa na TV Diário

AUXILIAR DO TROVÃO

VÍDEO: Agora no Atlético-PB, ex-jogador do Corinthians está confiante em vaga no Brasileirão da Série D

SAÚDE & BEM-ESTAR

VÍDEO: Médico alerta para consequências do uso excessivo de alguns medicamentos no aparelho digestivo