header top bar

section content

VÍDEO: Bioquímico confirma que coronavírus sobrevive menos tempo no Sertão por causa da temperatura

O tempo de vida do novo coronavírus em superfícies externas ao ser humano varia de acordo com a temperatura do ambiente

Por Jocivan Pinheiro

01/06/2020 às 17h16 • atualizado em 01/06/2020 às 17h20

O tempo de vida do novo coronavírus em superfícies externas ao ser humano varia de acordo com a temperatura do ambiente, segundo as explicações do bioquímico Dr. Ivan Cavalcanti.

Dr. Ivan diz que dentro do ser humano o tempo de vida do vírus é indeterminado, por isso a transmissão é maior de pessoa para pessoa.

Já nas superfícies externas, o vírus sobrevive até três dias em temperaturas que variam entre 18 e 20 graus. Porém, acima de 25 graus ele resiste poucas horas.

VEJA TAMBÉM

Bioquímico explica por que o teste rápido do novo coronavírus pode dar falso negativo

Isso significa, em tese, que no Alto Sertão paraibano, onde a média de temperatura durante quase todo o ano é alta, o novo coronavírus tem dificuldade de resistir vivo por mais tempo do que em locais com clima frio ou ameno.

Contudo, o bioquímico alerta que atualmente a temperatura tem caído na região: “Infelizmente nosso clima está caindo, nós estamos entrando numa época fria que vai favorecer ao vírus”.

Por causa desse detalhe que envolve temperaturas, Dr. Ivan recomenda que as pessoas, ao chegarem em casa, tire a roupa do corpo e a máscara e coloque no sol.

DIÁRIO DO SERTÃO

APÓS REAÇÃO EMOCIONADA

VÍDEO: Em resposta a críticas, secretária de Saúde de Cajazeiras diz que ‘chorar é para os fortes’

CACHORRO X CACHORRO

VÍDEO: Imagens mostram cachorro sendo atacado por pitbull no Vale do Piancó; mulheres ficaram feridas

CASO EXTREMO

VÍDEO: Promotor esclarece se o Ministério Público pode exigir decreto de lockdown no Cariri cearense

NOVA SEDE

VÍDEO: Time fundado em Cajazeiras se muda para Itaporanga e ex-presidente desabafa: ‘Paraíba está vivo’

Recomendado pelo Google:
error: Alerta: Conteudo Protegido !!