header top bar

section content

VÍDEO: Vereador denuncia prefeito de Marizópolis e diz que Luquinha do Brasil é ausente da cidade

Os parlamentares acusam o chefe do executivo municipal de nepotismo e também de supostas irregularidades na contratação de empresa para a realização do serviço da Operação Tapa Buraco. 

Por Juliana Santos

12/02/2021 às 21h38

Vereadores de Marizópolis, cidade da região de Sousa, no Sertão paraibano, denunciaram ao Ministério Público da Paraíba (MPPB), por duas vezes, o prefeito do município, Luquinha do Brasil (PSDB). Os parlamentares acusam o chefe do executivo municipal de nepotismo e também de supostas irregularidades na contratação de empresa para a realização do serviço da Operação Tapa Buraco.

O vereador Miguel Neto (PP), em entrevista ao programa Olho Vivo da TV Diário do Sertão, disse que uma primeira denuncia foi feita pelo vereador Diego Jeronimo (PP). De acordo com Miguel, a prefeitura da cidade teria realizado um serviço de ‘tapa buraco’ na cidade, no dia 04 de janeiro desse ano, mas só após 30 dias foi lavrado um contrato com uma empresa. “O que achamos estranho é que uma mesma pessoa era procurador das três empresas que concorreram a licitação, por isso fizemos a denúncia ao MPPB para tomar as providências cabíveis”, detalhou.

VEJA TAMBÉM

Municípios da região de Sousa e Pombal estão impedidos de receberem transferências voluntárias

Ainda de acordo com o parlamentar, a outra denúncia foi devido a uma suposta prática de nepotismo realizada pelo prefeito ao nomear parentes de primeiro grau de parentesco, o que é proibido por lei. “Mais de R$ 40 mil são retirados dos cofres públicos para pagar parentes de primeiro grau do prefeito de sobrenome Braga”, disse Miguel.

Sobre a política da cidade, o vereador afirmou que houve uma renovação na Câmara Municipal com sete novos vereadores, e que todos prezam por um bom diálogo.

Ainda segundo Miguel Neto, a oposição está vigilante. “A oposição não está para brincadeira, estamos a disposição para fazer o correto, mas o que tiver de errado vamos denunciar”, explicou.

Outro ponto levantado pelo progressista é a ausência do prefeito da cidade na sede do executivo municipal, que segundo ele, várias pessoas da cidade relatam que Luquinha do Brasil ao ser procurado estaria sempre foram do município. “Pessoas estão nos procurando e falando que ao chegar na prefeitura apenas encontram o ex-gestor da cidade, e que Luquinha sempre está em João Pessoa”, disse.

Prefeito de Marizópolis, Luquinha do Brasil e o vereador Miguel Neto. (Foto: Reprodução)

Nota da prefeitura

Em nota, o secretário de comunicação da prefeitura de Marizópolis, Lourival Farias, mais conhecido como Sandrinho, detalhou a posição da prefeitura sobre as denuncias dos vereadores.

Confira a Nota na íntegra:

“A oposição de Marizópolis, de forma desesperada e desorganizada, está atirando para todos os lados, com informações sem nexo e desencontradas, agredindo pessoas, expondo supostos problemas pessoais de empresários e o pior, utilizando a justiça sem a devida responsabilidade.

A Operação tapa buraco está sendo uma obra emergencial, a qual trazia grandes transtornos aos munícipes, seguindo todos os procedimentos legais, inclusive o que consta na Lei 8.666/93, a qual ainda está em vigor, e adota como dispensa, obras até o valor de 33.000,00. (Trinta e três mil reais).

“De acordo com o DECRETO Nº 9.412, DE 18 DE JUNHO DE 2018, os valores limites para dispensa são respectivamente: até R$ 33.000,00 para obras e serviços de engenharia e R$ 17.600,00 para compras e outros serviços.”
A justiça já está sendo acionada quanto aos abusos nas denúncias, de forma caluniosa, causando transtornos e danos, visto que não conseguem provar nada do que denunciam como crime, pois apenas tem o condão de espalhar denúncias falsas, as famosas Fake News, com fins obscuros.

O Governo Municipal, que apenas deseja trabalhar pelo povo, espera que o Ministério Público veja a desinteligência da denúncia e a rejeite. Quanto aos agredidos no texto enviado ao MP, os mesmos estarão ingressando na justiça contra o autor das pseudo-denúncias, por crime contra a honra, denunciação caluniosa e/ou comunicação falsa de crime, além dos danos causados, logo que sejam notificados. Não bastasse isso, cabe ressaltar que Lucas Braga é Prefeito a partir de 01/01/2021″.

DIÁRIO DO SERTÃO

COMPROMISSO

VÍDEO: Prefeito de Bernardino Batista faz balanço dos 100 dias de gestão e fala de obras das adutoras

DINHEIRO ESTÁ NA CONTA

VÍDEO: Prefeito José Aldemir anuncia pavimentação asfáltica de quatro ruas na cidade de Cajazeiras

PROTEGER AS CRIANÇAS

VÍDEO: Juiz de Itaporanga quer encorajar população a denunciar casos de violência contra crianças

SISU

VÍDEO: Estudantes do CE falam de como foi a trajetória até a prova do Enem em um ano atípico de pandemia

Recomendado pelo Google:
error: Alerta: Conteudo Protegido !!