header top bar

section content

VÍDEO: Na sessão eleitoral, Júnior Araújo diz que fez campanha limpa e pede paciência com a biometria

Candidato a deputado estadual demonstrou confiança no resultado das eleições a seu favor

Por Jocivan Pinheiro

07/10/2018 às 11h55 • atualizado em 07/10/2018 às 12h01

O candidato a deputado estadual pelo Avante, Júnior Araújo, demonstrou confiança no resultado das eleições deste domingo a seu favor.

Júnior, que foi vice-prefeito de Cajazeiras, tenta vaga na Assembleia Legislativa. Ele afirma que para isso fez campanha limpa e respeitando os adversários.

“Com muita tranquilidade fizemos o nosso trabalho, fizemos uma campanha muito humilde, com pé no chão, de forma limpa, respeitando os concorrentes e esperamos colher os frutos daquilo que plantamos ao longo de toda essa jornada”, disse.

VEJA TAMBÉM:

+ Após votar, Jeová diz que país vive momento de ‘profundas trevas’ e pede participação do eleitor

Eleitora denuncia suposto problema em urna de Cajazeiras: números e fotos não estariam batendo

Filas maiores

Na escola Costa e Silva, em Cajazeiras, onde Júnior Araújo votou, as filas estão bem maiores do que nas últimas eleições. Para ele, isso é resultado da primeira experiência com a biometria.

“A gente percebe que há muitas filas, mas pede paciência para os eleitores, que insistam, é importantíssimo que possam votar e fazer as suas escolhas, só assim nós poderemos dar uma nova representatividade. E pedir serenidade, tranquilidade para que a gente possa concluir esse processo de forma tranquila e em paz, que é o que todos nós desejamos”.

DIÁRIO DO SERTÃO

OS CIRENEUS DO CAMINHO

VÍDEO: Programa Mensagem de Esperança reflete sobre imunização espiritual e como lidar com adversários

'MENSAGEM DE FÉ'

VÍDEO: Padre apresenta programa especial na TV sobre a tradicional Festa de Dom Bosco em Cajazeiras

'OPINIÃO DO CIDADÃO'

VÍDEO: Em Cajazeiras, presidente da OAB-PB diz ser contra posse de arma: “Índices de mortes aumentam”

PROPRIEDADES EMBARGADAS

VÍDEO: Impedidos de plantar, agricultores de Cajazeiras acusam IBAMA de excessos na aplicação de multas