header top bar

section content

Prefeitura de São José de Piranhas publica decreto que determina fechamento de comércio no fim de semana

As novas determinações seguem em consonância ao decreto do Governo da Paraíba para evitar a disseminação da Covid-19.

Por Juliana Santos

12/03/2021 às 10h41

São José de Piranhas é um município localizado na região de Cajazeiras. (Foto: Reprodução da internet)

A prefeitura de São José de Piranhas, no Sertão paraibano, publicou um novo decreto municipal de nº 12/2021, nesta quinta-feira (11), seguindo as determinações apontadas pelo do Governo da Paraíba com medidas que evitam aglomeração e assim a disseminação do coronavírus. O decreto que entra em vigor tem validade de 11 a 26 de março desse ano.

Foi determinado que o comércio não essencial sofre redução no horário de funcionamento e só pode ficar aberto de 9h às 17h, ficando proibido de funcionar nos finais de semana.

Já o comércio e serviços considerados essenciais podem funcionar normalmente sem restrição de horário, a exemplo de postos de combustíveis, farmácias, padarias, supermercados e outros segmentos.

VEJA TAMBÉM

Chico Mendes anuncia 10 mil cestas básicas para famílias carentes de São José de Piranhas

O município de São José de Piranhas também segue as determinação estadual do toque de recolher no horário das 22h às 5h.

Os bares, restaurantes e lanchonetes poderão ficar abertos entre as 6h e 16h e funcionar, após esse horário, apenas com delivery ou retirada no estabelecimento, até às 21h30.

A construção civil terá seu expediente entre às 6h30 e 16h30, sem aglomeração de pessoas. Salões de beleza e barbearias poderão atender das 9h às 17h e academias e escolinhas de esporte poderão funcionar até às 21h. No mesmo período fica suspensa a realização de cerimônias religiosas presenciais.

O novo decreto mantém a suspensão do retorno das aulas presenciais nas escolas públicas, devendo ocorrer apenas de forma remota. Já as instituições privadas funcionarão de forma virtual e poderão ofertar aulas em sistema híbrido nos ensinos fundamental e infantil, facultando aos pais e responsáveis a escolha de levar ou não as crianças às unidades educacionais.

DIÁRIO DO SERTÃO

SOFRIMENTO E SUPERAÇÃO

VÍDEO: Mulher que foi abusada até 16 anos diz que pedófilo não é doente mental e cita questão ‘cultural’

SEM ESCOLA

VÍDEO: Subnotificação de casos de abuso sexual de crianças aumentou na pandemia, alerta psicólogo

ALERTA

VÍDEO: Alunos das escolas de Ipaumirim-CE produzem vídeos emocionantes contra abuso sexual de crianças

PALAVRA DE VIDA

VÍDEO: Pastor de Igreja Evangélica de Cajazeiras fala sobre depressão e ora pela vida das pessoas

Recomendado pelo Google:
error: Alerta: Conteudo Protegido !!