header top bar

section content

SOCORRO! COREN da Paraíba interdita equipe de enfermagem do SAMU de Sousa; população fica sem atendimento. Assista ao vídeo aqui

Todas as ocorrências devem ser reguladas e autorizadas pelo médico, e sem esse profissional, fica impossibilitado atendimento.

Por Campelo Sousa

20/12/2016 às 14h13 • atualizado em 20/12/2016 às 15h01

O Conselho Regional de Enfermagem da Paraíba (COREN-PB) esteve na manhã desta terça-feira (20) realizando fiscalização no Samu Regional de Sousa e ficou constatada a falta de médico regulador na central.

De acordo com o presidente do COREN-PB, Ronaldo Beserra, ficou interditado o exercício das atividades dos profissionais de enfermagem em exercer suas funções nas unidades de transportes móveis pertencentes ao SAMU de Sousa:

Presidente do COREN-PB interditou profissionais de enfermagem do SAMU de Sousa (foto: Charley Garrido)

“O SAMU para funcionar tem que ter a equipe, o médico, os enfermeiros, técnicos e condutores-socorristas. Para garantir a segurança do paciente, hoje estamos interditando a equipe de enfermagem, e só será feito atendimento se houver médico regulador na central do SAMU”, disse.

Ainda segundo Ronaldo, o caso será comunicado ao Ministério Público Estadual da Paraíba.

Veja também:
Falta de médicos no SAMU Regional de Sousa termina na delegacia de polícia civil

Após fiscalização do COREN da PB, direção do SAMU reativa motolância

Nova secretária de saúde revela que vai contratar médicos para trabalhar na UPA e SAMU

Reunião aconteceu entre o COREN-PB e o SINDIPROASS (foto: Charley Garrido)

Além de Ronaldo, presidente do COREN-PB, a reunião também contou com a presença de Rafael Marques, presidente do Sindicato dos Profissionais e Auxiliares de Serviços em Saúde de Sousa (SINDIPROASS), enfermeiros e técnicos de enfermagem do SAMU.

Presidente do COREN-PB interditou profissionais de enfermagem do SAMU de Sousa (foto: Charley Garrido)

Falta de médico
A falta de profissionais da medicina no Samu Regional de Sousa, está gerando revolta da população sousense e da região. O Samu de Sousa atende atualmente a 26 municípios e presta assistência de atendimento pré-hospitalar a 300 mil habitantes.

O serviço de saúde é formado por profissionais: (condutores socorristas, enfermeiros e técnicos de enfermagem, médicos reguladores e intervencionistas, telefonistas (TARMS) e radio-operadores (RO).

Presidente do COREN-PB interditou profissionais de enfermagem do SAMU de Sousa (foto: Charley Garrido)

Todas as ocorrências devem ser reguladas e autorizadas pelo médico regulador (MR), e sem esse profissional, fica impossibilitado qualquer atendimento.

Caso de polícia
Profissionais do órgão em Sousa, já comunicaram o caso na delegacia de Polícia Civil de Sousa. Eles denunciaram que o episódio se repete com frequencia e inclusive já comunicaram o caso ao coordenador, mas até o momento nenhuma providência foi tomada.

Outro lado
Em entrevista ao Diário do Sertão, o prefeito de Sousa, André Gadelha (PMDB) confirmou a falta de médicos no SAMU, e segundo ele, a justiça não permite mais contratar servidores:

Relembre: Prefeito confirma falta de médicos na UPA e SAMU e fala sobre concurso público

“Estou impedido de contratar, é tanto que os funcionários contratados foram demitidos em setembro, por conta que temos um concurso em vigência. Os médicos do SAMU, são médicos contratados e eu não posso contratar mais profissionais por conta de uma liminar da justiça”, disse.

DIÁRIO DO SERTÃO

BENEFÍCIOS PARA A CIDADE

VÍDEO: Município de Ipaumirim é contemplado com cinco novos poços artesianos, afirma secretário

EMPENHO

Marcos Eron entra na luta em favor do HU Sertão e buscará recursos em Brasília com bancada federal

TENTANDO REAVER

VÍDEO: secretário de Ipaumirim diz que município perdeu mais de R$ 500 mil em verba para Hospital

PROTESTO

VÍDEO: Na prefeitura de Cajazeiras, Motoboys e comerciantes pedem que toque de recolher seja meia noite

Recomendado pelo Google:
error: Alerta: Conteudo Protegido !!