header top bar

string(13) "diario-sertao"

section content

Mulher que faleceu em Cajazeiras não foi diagnosticada com gripe H1N1, segundo o Hospital Regional

A assessoria do hospital nos informou que a mulher de 46 anos, cuja identidade não foi liberada pela família, era hipertensa e estava com pneumonia aguda

Por Jocivan Pinheiro

26/05/2018 às 15h25 • atualizado em 26/05/2018 às 17h47

Marta Santana estava com pneumonia aguda

A senhora Marta Santana, 46 anos, que faleceu na manhã de hoje no Hospital Regional de Cajazeiras, não foi diagnosticada com H1N1, segundo informações repassadas ao Diário do Sertão pela assessoria de comunicação do hospital.

A assessoria nos informou que a paciente era hipertensa e estava com pneumonia aguda. O laudo final foi de que ela faleceu vítima de Sepse, uma resposta inflamatória a uma infecção causada por bactérias. No caso da paciente em questão, o foco infeccioso instalou-se nos pulmões.

VEJA TAMBÉM: Após suspeita de H1N1 ser afastada, filho de médico sousense deixa UTI de hospital

Outro caso negado

No mês de abril, a morte de uma criança de 5 anos de idade, natural da cidade de São José de Piranhas, também alertou a população para a gripe H1N1. Ela faleceu após dar entrada na UTI do Hospital Infantil Noaldo Leite, em Patos, mas o laudo final deu negativo para a doença. A criança estava com pneumonia.

DIÁRIO DO SERTÃO

FEMINICÍDIO

MUITA EMOÇÃO: Familiares e amigos de Laninha pedem justiça no Xeque-Mate de maior audiência da história

VÍDEO

Delegado fala sobre duplo homicídio registrado na rodovia que liga Cajazeiras a São João do Rio do Peixe

BLACK FIADO

VÍDEO: Conheça a versão mais popular da Black Friday que agita o comércio de Cajazeiras durante 30 dias

DESTAQUES DA SEMANA

VÍDEO: Repercussão da entrevista de José Aldemir encabeça as polêmicas do Direto ao Ponto desta terça