header top bar

section content

VÍDEO: Advogado acusa PM de abuso de autoridade durante blitz em Cajazeiras: “Atitude transloucada”

Francisco Evangelista Nobre está acionando a OAB para que a entidade emita um desagravo público e, se necessário, entre com um processo contra o policial militar

Por Jocivan Pinheiro

21/11/2019 às 18h30 • atualizado em 21/11/2019 às 18h39

O advogado e ex-vereador Francisco Evangelista Nobre da Silva, 48 anos, está acionando a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) para que a entidade emita um desagravo público e, se necessário, entre com um processo contra um policial militar para que o mesmo responda na Justiça por abuso de autoridade.

Evangelista participou do programa Olho Vivo da TV Diário do Sertão, nesta quarta-feira (20), para relatar que o policial teria praticado ‘excessos’ contra ele e um jovem motociclista durante uma abordagem no último dia 14, no bairro Vila Nova, em Cajazeiras, quando a PM realizava uma blitz no local.

No relato, Evangelista diz que o policial foi ‘truculento’ com uma arma de fogo em punho durante a abordagem e que o PM chegou a apontar a arma para sua cabeça: “Não era uma ação que estivessem a perseguir bandidos e que justificaria a ação implementada”, disse Evangelista.

“Se acontece isso comigo, que já fui vereador e sou hoje advogado, o que não acontece com ‘seu José’, com ‘dona Maria’, com aquelas pessoas que, infelizmente, são excluídas e que vivem à margem da sociedade?”, completa.

VEJA TAMBÉM

Em Cajazeiras, vice-presidente da OAB defende a Lei de Abuso de Autoridade: “É constitucional”

Evangelista Nobre não culpa o comando da Polícia Militar pelo comportamento do policial, que, segundo ele, foi ‘transloucado’ e ‘desrespeitoso’.

“Não é por causa de uma atitude individual, transloucada, desrespeitosa de um indivíduo que tenta macular a honra e a imagem da Polícia Militar da Paraíba que eu venho aqui para denegrir a imagem da polícia, de forma nenhuma”.

O outro lado

Ao Diário do Sertão, o Tenente Dillery, que é comandante do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE) da 6ª Companhia da cidade de Patos, da qual pertence o policial que está sendo acusado, disse que por enquanto o Comando não vai se posicionar oficialmente sobre o caso.

Redação DIÁRIO DO SERTÃO

Recomendado para você pelo google

ELEIÇÕES 2020

VÍDEO: Paula revela quem ela e Zé Aldemir apoiarão nas eleições das cidades de Uiraúna e Santa Helena

EXPLICAÇÕES

VÍDEO: Governador diz que falta de legista no fim de semana no IPC de Cajazeiras está sendo resolvida

CARNE OU OVO?

VÍDEO: após o aumento do preço da carne, consumo de ovos dispara na cidade de Sousa

PSB RACHADO

VÍDEO: Jeová diz que não apoia Denise como candidata a prefeita: “Ela se colocou como minha adversária”