header top bar

section content

VÍDEO: Desesperado e morando na rua, venezuelano pede emprego em Cajazeiras para alimentar a família

Elizeu Moreno procurou a reportagem da TV Diário do Sertão para pedir oportunidade de emprego pois existem 20 venezuelanos peregrinando pelas ruas entre adultos e crianças

Por José Dias Neto

16/09/2021 às 17h35 • atualizado em 16/09/2021 às 18h55

Tem sido comum nas ruas de Cajazeiras, venezuelanos estarem em semáforos com cartazes que pedem desde comida e ajuda financeira.

Nesta quinta-feira (16), um dos venezuelanos procurou a reportagem da TV Diário do Sertão para pedir oportunidade de emprego. Segundo Elizeu Moreno existem 20 venezuelanos peregrinando pelas ruas entre adultos e crianças.

VEJA MAIS: 

Refugiados venezuelanos no Ceará são transferidos para casas de famílias voluntárias em Caucaia

‘’Preciso de um emprego pra ganhar dinheiro para manter minha família em Cajazeiras. Preciso de emprego. Tenho filhos pra criar, preciso de emprego pra trabalhar. Na Venezuela eu trabalhava vendendo caranguejo e peixe. Eu quero uma oportunidade de trabalho’’, disse.

Venezuelano pede ajuda financeira em Cajazeiras. Foto: Diário do Sertão

De acordo com Elizieu Moreno, a família passou um tempo em João Pessoa, depois em Campina Grande até chegar ao sertão paraibano.

‘’Estamos há quatro anos no Brasil. Estive em João Pessoa, em Teresina no Piauí e agora vamos morar em Cajazeiras’’, disse.

Segundo o venezuelano é muito difícil viver nas ruas, principalmente pelas crianças.

‘’Tá muito difícil. Nós queremos banhar e não tem banheiro. Eu queria dar uma vida melhor para meus filhos’’, disse.

Venezuelano pede ajuda financeira em Cajazeiras. Foto: Diário do Sertão

AÇÃO SOCIAL EM AÇÃO

Em Cajazeiras, os venezuelanos estão abrigados na ‘Praça do Skate’ próximo ao terminal rodoviário e diante da repercussão do caso, a secretaria de Assistência Social do município confirmou apoio financeiro para que eles possam ter moradia e alimentação enquanto se estabelecem na cidade. É o que garante a assistente social Benilda Alves.

‘’Nós viemos aqui e estamos prestando assistência necessária. Vamos dar um aluguel social por três meses, vamos doar alimentos e a questão é essa. Tem uma casa que está praticamente alugada. São 20 pessoas que não podem ficar na rua e vamos deixar bem claro que a prefeitura não exitou em nenhum momento de prestar assistência’’, disse.

COMO AJUDAR

Quem puder ajudar a família venezuelana, pode ir até a ‘Praça do Skate’ aonde estão abrigados ou ligar para o número de contato (83) 9 8142-2092.

DIÁRIO DO SERTÃO

ESPETACULAR

VÍDEO: Aposentado de São Gonçalo distribui mudas de plantas frutíferas para várias regiões do país

CAFÉ EMPREENDEDOR

VÍDEO: Psicólogo terapeuta diz que a coisa mais invejada hoje em dia é uma família harmoniosa

FOI INVESTIGADO

VÍDEO: Governador diz que teve a vida ‘virada ao avesso’ pela Operação Calvário, mas nada foi achado

DETECTADA EM CERCA DE 50 PAÍSES

VÍDEO: Ministério da Saúde define estratégias para prevenir aumento de casos da variante ômicron

Recomendado pelo Google: