header top bar

section content

Imprensa estadual destaca possível delação de empresário cajazeirense na Andaime

Mário Messias está preso desde o dia 16 de dezembro, quando foi deflagrada a segunda fase da Operação Andaime

Por Luzia de Sousa

16/05/2016 às 06h33 • atualizado em 17/05/2016 às 13h49

Marinho no MPE na deflagração da Operação Andaime III na cidade de Cajazeiras

A imprensa estadual destacou nesta terça-feira (17), a possibilidade do empresário cajazeirense e ex-candidato a prefeito, Mário Messias (Marinho), preso na Operação Andaime, abrir a boca e colaborar através de delação premiada. Segundo o site PB Agora, Marinho, que está preso desde o ano passado, estaria bastante depressivo e analisa a possibilidade de colaborar com as investigações, analisando até a possibilidade de colaborar via ‘delação premiada’.

VEJA MAIS

Procurador pede afastamento de secretário e mais sete servidores da prefeitura de CZ citados na Andaime

?MPF denuncia mais três empresários nas investigações da Operação Andaime; Eles são acusados de integrar organização criminosa com em Cajazeiras. Acompanhe!

?Matéria do Fantástico sobre a Operação Andaime esquentou o clima na Câmara de Cajazeiras

?Fantástico da Rede Globo volta a destacar escândalo Andaime e avisa: Estamos de olho

Mário Messias está preso desde o dia 16 de dezembro, quando foi deflagrada a segunda fase da Operação Andaime, sob a acusação de que estaria embaraçando as investigações da operação andaime. Antes ele já havia sido preso, quando da deflagração da operação andaime, no dia 26 de junho de 2015, tendo sido liberado no dia 13 de julho, por decisão do TRF, voltando a ser preso em dezembro. A segunda prisão foi, pelo juiz da 8ª vara federal da cidade Sousa, recentemente Marinho tentou recentemente revogar a prisão, porém sua solicitação não foi atendida pela Justiça.

O empresário cajazeirense Mário Messias Filho (Marinho), que foi candidato a prefeito de Cajazeiras, pelo grupo político liderado por Carlos Antônio e pela atual prefeita Denise Oliveira, na eleição de 2008 e estaria chateado com a falta de solidariedade dos seus ex-aliados.

ANDAIME: O trabalho de investigação feito em conjunto pelo Ministério Público Federal, o MPPB, através do GAECO e a Polícia Federal, aclarado com os detalhes obtidos nos depoimentos da colaboração premiada, conseguiu desvendar todo o organograma da organização criminosa que vinha atuando em vários municípios da Paraíba e de outros estados, no esquema desbaratado pela operação andaime.O esquema, altamente organizado, pode apresentar pequenas variações, a depender das empresas envolvidas no esquema criminoso, ou da cidade onde estão atuando, já que em algumas os próprios agentes políticos executam as obras, que são licitadas em nomes de empresas fantasmas, que só fornecem a nota fiscal e, em outros municípios existe um núcleo executor das obras, com empresários que são ligados diretamente aos prefeitos, que usam o nome das empresas de fachada.

DESPESAS BANCADAS: As investigações relacionadas a operação Andaime, no chamado núcleo com atuação na cidade de Cajazeiras, demonstram, de acordo com o relatório da Polícia Federal, que o empresário Mário Messias Filho (Marinho), que se encontra preso no Presídio Regional de Cajazeiras e é considerado o principal operador do esquema, pagava despesas do ex-prefeito Carlos Antônio e de sua família.Anotações apreendidas na casa do empresário Marinho mostra, por exemplo, apontamentos escritos indicando valores para depósito em conta bancária do ex-prefeito Carlos Antônio, bem como para o emplacamento de carro de Carlos Filho, além de outras despesas. Como o trabalho comandado pelo MPF é feito em sigilo, não se sabe quando será desencadeada uma nova fase da operação andaime, direcionada para o núcleo de Cajazeiras, nos moldes da que foi desencadeada no município de Monte Horebe, que resultou na prisão da prefeita e de outros envolvidos.

DIÁRIO DO SERTÃO com PB Agora

Recomendado para você pelo google

DINHEIRO NO BOLSO

VÍDEO: Show e Prêmios Alô da Sorte realiza mais um sorteio mensal da rodada extra; Saiba quem ganhou

PROFESSORES CONTRATADOS

VÍDEO: Após pressão de vereador, prefeitura de Cajazeiras confirma pagamento de salários atrasados

VIOLÊNCIA SEM PARAR

VÍDEO: Jovem é morto com vários tiros e mulher fica ferida após ser vítima de bala perdida em Cajazeiras

TRAGÉDIA

VÍDEO: Comandante da PM lamenta morte de vereador e diz que assassinos são conhecidos no crime