header top bar

section content

Veja: Professora morre em UTI do Hospital Regional de Cajazeiras; HRC explica caso

Por volta das 20h a paciente entrou em parada cardiorrespiratória

Por Luzia de Sousa

30/05/2016 às 06h11 • atualizado em 30/05/2016 às 06h21

Professora morreu na UTI do HRC

Morreu no Hospital Regional de Cajazeiras, Setor da UTI, a Professora da Rede Municipal de Ensino, Janicelia Mangueira da Silva, 40 anos.

Internada para tratamento de saúde, após perder 18 kg em pouco tempo, a professora ficou sobre os cuidados médicos na UTI do HRC na manhã deste domingo (29).

Veja mais!

? Depois de queimada viva, cadelinha que não perde missa pode ser expulsa da Igreja

? Cadela queimada na região de Cajazeiras continua ‘fraca’, mas volta a Igreja. FOTOS!

? MÁ: Cadelinha que não perde uma missa no Sertão tem corpo queimado com água quente

Mesmo sobre os cuidados médicos, a professora não evoluiu bem, e mesmo com todos os procedimentos necessários, Junicélia apresentou um quadro de Choque séptico/Abdômen Agudo por volta das 20:30h, momento que se constatou o óbito.

A Secretária de Educação do Município de Cajazeiras, Edna Elba Caldas, emitiu nota de pesar a família enlutada, ao mesmo instante que decretou luto oficial no âmbito da secretaria por três dias.

Informações que os preparos fúnebres seguem, e deverá ser sepultada nesta segunda-feira (30), na Cidade de Cajazeiras.

Leia Nota da Assessoria do Hospital Regional de Cajazeiras, explicando o quadro clinico da paciente.

NOTA
A assessoria de comunicação do Hospital Regional de Cajazeiras, vem através desta explicar o que se segue:

Neste sábado (28) deu entrada no setor de urgência e emergência, a paciente Janicélia Mangueira (40 anos de idade) transferida da UPA – Unidade de Pronto Atendimento, a mesma recebeu os cuidados iniciais necessários e de imediato a equipe médica indicou sua internação.

No dia seguinte, domingo (29) às 11h a paciente teve complicações em seu quadro clinico e foi transferida para a Unidade de Terapia Intensiva do HRC, no momento em que a equipe verificava seus sinais vitais, foi constatado que a pressão arterial da paciente estava inaudível. Foi realizada a administração de medicamentos para a reversão do estado da paciente, elevando assim, a sua PA ao nível normal 120 x 80.

Por volta das 20h a paciente entrou em parada cardiorrespiratória, a equipe da Unidade de Terapia Intensiva, realizaram manobras de reanimação cardiopulmonar, mas, sem sucesso, constatando o óbito da paciente às 20h30min, com a causa morte: Choque séptico / Abdômen Agudo.

DIÁRIO DO SERTÃO com DestaquePB

DEPENOU O GALO

VEJA OS GOLS: Atlético de Cajazeiras vence o Treze de Campina e assume a liderança isolada do Paraibano

NA TELA DA TV DIÁRIO

Diário Esportivo traz tudo sobre a 2ª rodada do Paraibano; Tático narra gol da vitória do Atlético

SE CUIDE!

VÍDEO: No Janeiro Branco, Diversidade em Foco promove uma ‘Conversa sobre suicídio e como evitá-lo?’

RECONHECIMENTO

Prefeito de Sousa garante ajuda mensal ao médico cubano: “Eu irei ajudá-lo em todos os momentos”