header top bar

section content

Em Cajazeiras, iPhone é o objeto mais usado por golpistas em compra pela Internet; Polícia Civil revela mais detalhes – VÍDEO!

Escrivã da Delegacia de Polícia Civil de Cajazeiras revela alguns dados sobre esse golpe

Por Jocivan Pinheiro

23/06/2017 às 17h36 • atualizado em 23/06/2017 às 17h38

Um golpe pouco comentado, mas que é frequente na cidade de Cajazeiras é o da compra pela Internet. Seduzidas por promoções, as pessoas efetuam compras on-line, pagam pelo produto, mas não os recebem.

A escrivã da Delegacia de Polícia Civil de Cajazeiras revela alguns dados sobre esse golpe. O primeiro deles é que na maioria dos casos o produto supostamente comprado é um aparelho celular modelo iPhone com preço bem abaixo do mercado.

VEJA TAMBÉM: Golpe do falso sequestro volta a aterrorizar moradores de Cajazeiras e região, e delegado orienta as vítimas a como reagirem

Elisângela Dantas, escrivã da Delegacia de Polícia Civil de Cajazeiras

A suposta compra só é fechada após a vítima realizar um depósito antecipado. Em alguns casos, para conquistar a confiança do comprador, o golpista mantém contato via WhatsApp, no entanto a escrivã alerta que isso não garante segurança.

Ela pede para que as pessoas desconfiem quando o preço do produto está muito abaixo do valor de mercado e também avaliem se o site é de confiança.

“Se o valor cobrado é menor do que o valor de mercado, então desconfie. Só adquira produtos em sites de grande porte, que tenha uma credibilidade. Não só entrar no site, mas verificar se aquele site realmente é o site verdadeiro da loja.”

DIÁRIO DO SERTÃO

Tags:

Recomendado para você pelo google

EVENTOS ATÉ DIA 06/12

VÍDEO: Prefeito de Monte Horebe anuncia pagamento de servidores e programação do aniversário da cidade

ESTELIONATO

VÍDEO: Após dois golpes em banco de Cajazeiras, advogado mostra como vítimas devem buscar seus direitos

FIQUE POR DENTRO

Radialista sousense fala das condenações de ex-prefeitos e visita da PF na casa de empresário no Sertão

6ª EDIÇÃO DO EVENTO

VÍDEO: Mesa Redonda da Faculdade Santa Maria discute direitos e diversidade humana; veja como participar