header top bar

section content

Ex-prefeito da região de Cajazeiras é condenado por improbidade administrativa

A ação foi proposta pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

Por Luzia de Sousa

28/07/2017 às 08h38

Tribunal de Justiça da Paraíba

Condenado por improbidade administrativa, o ex-prefeito de Bom Jesus Evandro Gonçalves de Brito teve os direitos políticos suspensos por três anos. A sentença foi publicada no diário da Justiça desta quinta-feira (27).

Na ação, ele é acusado de não prestar contas dos recursos repassados pelo Programa de Apoio aos Sistemas de Ensino para o Atendimento de Educação de Jovens e Adultos/PEJA, exercício de 2006, o que causou prejuízo ao erário no importe de R$ 33.150,00.

A ação foi proposta pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

De acordo com a sentença, o ex-prefeito terá que devolver aos cofres públicos a quantia de R$ 75.291,36, além do pagamento de multa civil no valor de R$ 5 mil.

DIÁRIO DO SERTÃO com Os Guedes

RECONHECIMENTO

Prefeito de Sousa garante ajuda mensal ao médico cubano: “Eu irei ajudá-lo em todos os momentos”

"MERECIA MAIS"

VÍDEO: Comentarista critica falta de prestígio de Sousa com o Governo do Estado nas nomeações de cargos

ANTIGO E NOVO

VÍDEO: Secretário e prefeito exibem projeto do novo Museu de Cajazeiras feito por arquiteta cajazeirense

COBRANÇAS INDEVIDAS

VÍDEO: Problemas com empréstimo consignado? Advogado dá orientações para que você não seja negativado