header top bar

section content

TCE julga prefeituras e câmaras; Cajazeiras, São João do Rio do Peixe e mais três cidades do Sertão estão na lista

Presidido pelo conselheiro André Carlo Torres Pontes, o Tribunal de Contas da Paraíba reúne-se, ordinariamente, às quartas-feiras, a partir das 9 horas.

Por Luzia de Sousa

21/02/2017 às 17h51 • atualizado em 21/02/2017 às 17h52

TCE emite alerta aos prefeitos da Paraíba

Contas anuais de três Prefeituras e de três Câmaras Municipais compõem, em meio a outros processos, a pauta de julgamentos do Tribunal de Contas do Estado para esta quarta-feira (22). A mesma pauta traz processos relacionados a contas da Secretaria de Estado da Educação e do próprio TCE.

Serão verificadas as contas de 2014 atinentes aos então prefeitos de Alhandra (Marcelo Rodrigues da Costa), Bananeiras (Douglas Lucena Moura de Medeiros) e Imaculada (Aldo Lustosa da Silva). Também, às Mesas Diretoras das Câmaras de Vereadores de Cajazeiras (exercício de 2014), Duas Estradas e Monte Horebe (2015, nos dois últimos casos).

A pauta de julgamentos desta quarta-feira ainda contém embargos, recursos de revisão e de reconsideração oriundos, caso a caso, das Prefeituras de Sapé, Bayeux, Caaporã, Bom Jesus, São João do Rio do Peixe, Areial, Brejo dos Santos, Queimadas e Itabaiana. Também, das Câmaras de Curral de Cima e Alagoa Nova.

Presidido pelo conselheiro André Carlo Torres Pontes, o Tribunal de Contas da Paraíba reúne-se, ordinariamente, às quartas-feiras, a partir das 9 horas, com acesso permitido ao público e transmissões ao vivo pela internet.

DIÁRIO DO SERTÃO com TCE

DÍVIDAS ALTAS

EXCLUSIVO: Juiz se pronuncia sobre processo trabalhista que pode tirar Atlético do Campeonato Paraibano

FUTEBOL

VÍDEO: Diário Esportivo traz resumo da 2ª rodada do Paraibano e detalhes da nova contratação do Atlético

COM CHICO CARDOSO

VÍDEO: ‘Briga’ entre Zé Aldemir e Airton, e Tyrone com os Gadelhas são os destaques do Direto ao Ponto

PROGRAMA XEQUE-MATE

VÍDEO: Advogadas tiram dúvidas sobre Previdência Social e criticam atendimento no INSS de Cajazeiras