header top bar

string(13) "diario-sertao"

section content

VÍDEO! Faltas da vereadora Léa Silva por motivos de saúde geram discussão na Câmara de Cajazeiras

Léa usou a tribuna para justificar ausências e responder ao vereador Jucinério Félix, que reclamou das faltas da colega no grupo de WhatsApp dos parlamentares

Por Jocivan Pinheiro

10/07/2018 às 15h07 • atualizado em 10/07/2018 às 22h02

A vereadora Léa Silva (DEM) usou a tribuna da Câmara Municipal de Cajazeiras, na sessão ordinária desta segunda-feira (09), para justificar algumas ausências suas em sessões da casa e responder ao vereador Jucinério Félix (PPS), que reclamou das faltas da colega no grupo de WhatsApp dos parlamentares.

Léa se incomodou com as queixas de Jucinério porque elas se tornaram públicas. Para rebater o colega, ela levou à tribuna atestados que comprovam que ela foi recomendada pelo seu médico a passar 60 dias afastada de trabalhos estressantes e ambientes com muita luz. A vereadora disse que tem um problema sério na visão e até já passou por uma cirurgia. No entanto, por conta própria, decidiu se afastar por apenas 30 dias. Depois, por causa de um agravamento no olho, ela recebeu atestado de mais 15 dias do seu médico.

Acontece que, segundo o vereador Jucinério Félix, Léa Silva estava faltando às sessões ordinárias da Câmara, mas marcava presença em grandes eventos políticos externos.

“Eu não sou contra nenhum trabalhador e trabalhadora ter direito a atestado médico. É um direito que está na lei trabalhista. A questão é que se eu estou de atestado médico, é porque o médico me deu repouso. Mas, dentro deste período de atestado médico eu não posso vir para esta casa participar das sessões, mas eu posso estar em outros eventos, eventos grandiosos, eventos políticos?”, questionou o parlamentar.

VEJA TAMBÉMAusência de vereadora na Câmara e raxa entre os ‘girassóis’ são alguns dos moídos políticos em Cajazeiras

Vereador Jucinério Félix e vereadora Léa Silva

Novamente Léa Silva pediu a palavra para justificar que quando ela participou de um evento no dia 15 de junho, seu atestado já estava vencido. E que ela não marcou presença na sessão do dia 18 porque era uma sessão especial, e a própria vereadora avisou ao presidente da Câmara que não poderia ir.

Léa afirmou que todas as suas faltas por motivos de saúde têm o aval de atestados médicos. “Peço desculpas aos meus companheiros, mas como se tornou público, é preciso que a gente faça os encaminhamentos”, disse.

DIÁRIO DO SERTÃO

PARTICIPE!

VÍDEO: Gerente do Sebrae fala de revolução tecnológica em feira de Cajazeiras e convida empreendedores

PLANOS E METAS

VÍDEO: Cantor explica como pretende administrar o Atlético e declara que o problema do clube é político

CAMPEONATO PARAIBANO 2019

VÍDEO: Após vistoria técnica, representantes da CBF elogiam o estádio Perpetão: “É um dos melhores”

A ARTE DO CORPO

VÍDEO: Bailarino que dá aula de dança em Cajazeiras fala da sua trajetória e de projetos para a cidade