header top bar

section content

VÍDEO: Advogado admite que vai colocar seu nome à disposição para ser candidato a prefeito de Cajazeiras

Ele pretende ser candidato pelo grupo de situação, caso José Aldemir não queira disputar reeleição

Por Jocivan Pinheiro

04/06/2019 às 15h42 • atualizado em 04/06/2019 às 15h46

O radialista e advogado Adjamilton Pereira admitiu que vai colocar seu nome à disposição para ser candidato a prefeito de Cajazeiras em 2020 pelo grupo de situação, caso José Aldemir (PP) não queira disputar a reeleição.

“Vamos trabalhar, colocar também o nome à disposição. Tem muitos companheiros, e eu nunca trabalhei na política pensando nos projetos próprios. Eu penso mais na questão do grupo, da cidade, e vamos continuar trabalhando dessa forma”, disse.

“Nós não podemos esperar que Cajazeiras volte para um modelo que a população já disse que não é um modelo importante para os novos tempos de se fazer política e administração aqui no nosso país”, falou anteriormente.

VEJA TAMBÉM: Adjamilton Pereira revela que Chico Mendes enfrenta resistência dentro do grupo de oposição e faz recomendação para ele

Adjamilton comandou durante muitos anos o programa Boca Quente, da Rádio Difusora AM, onde entrou em conflito diversas vezes com a gestão do ex-prefeito Carlos Antônio (hoje adversário de José Aldemir).

Um dos episódios mais marcantes aconteceu em 2012, quando Carlos Antônio invadiu os estúdios da rádio para tomar satisfação com Adjamilton, que estava criticando a qualidade do asfalto que estava sendo usado para recapear algumas ruas.

DIÁRIO DO SERTÃO

Recomendado para você pelo google

EM CAJAZEIRAS

VÍDEO: Ciro diz que Ricardo ‘prejudicou-se na sucessão’, mas elogia Azevêdo: “Seria uma honra no PDT”

PREOCUPADO

VÍDEO: Na Semana dos Pobres, bispo de Cajazeiras diz que “pobreza se avoluma cada vez mais nas cidades”

A OBRA PAROU?

Ex-vereador denuncia que terminal rodoviário de Sousa está abandonado: “Prefeito Tyrone não está nem aí”

PROJETO DE LEI

VÍDEO: Comentarista diz que críticas ao leilão de imóveis da Prefeitura de Cajazeiras é ‘politicagem’