header top bar

section content

Ex-prefeito acusa padre de traição e declara: “A chegada dele e do irmão a Cajazeiras foi um desastre”

O emedebista revelou que durante a noite, antes da convenção partidária, o padre teria acertado tudo para apoiá-lo.

Por Luzia de Sousa

22/10/2019 às 05h51 • atualizado em 22/10/2019 às 06h03

Em entrevista à TV Diário do Sertão, o ex-prefeito de Cajazeiras, Vituriano de Abreu (MDB), relembrou a campanha do ano 2000, quando saiu candidato a prefeito contra Carlos Antonio (DEM), que teve o Padre Francivaldo Albuquerque como vice.

O ex-gestor cajazeirense declarou: “A chegada de Francivaldo e o irmão dele a Cajazeiras foi um desastre”.

VEJA MAIS: Aos 70 anos de idade, importante político cajazeirense surpreende ao anunciar fim da vida pública

De acordo com o político, naquele ano seu candidato seria Valter Cartaxo, mas estava desfiliado do então PMDB, por isso não foi lançado candidato, sendo acusado de traição.

O emedebista revelou que durante a noite, antes da convenção partidária, o padre teria acertado tudo para apoiá-lo.

Vituriano falou sobre política em Cajazeiras

“Esperamos e nada, ele [Francivaldo] já tava no lado de lá, já era vice no lado de lá [Carlos Antonio, já tinha mudado o discurso e ficou por isso mesmo”, disse Vituriano.

DIÁRIO DO SERTÃO

Recomendado para você pelo google

ESTELIONATO

VÍDEO: Após dois golpes em banco de Cajazeiras, advogado mostra como vítimas devem buscar seus direitos

FIQUE POR DENTRO

Radialista sousense fala das condenações de ex-prefeitos e visita da PF na casa de empresário no Sertão

6ª EDIÇÃO DO EVENTO

VÍDEO: Mesa Redonda da Faculdade Santa Maria discute direitos e diversidade humana; veja como participar

VÍDEO

Chico Mendes diz que pode dividir palanque com Cleide e dispara: “Tô pronto para disputar com Paula”