header top bar

section content

VÍDEO: Prefeito de Aparecida fala do risco de perder mandato e reage a rompimento do vice e vereadores

Na entrevista, João Neto comentou sobre a decisão judicial que o condenou com base na acusação de que ele teria participado da invasão a uma propriedade privada nas Várzeas de Sousa em 2015

Por Jocivan Pinheiro

19/11/2021 às 20h36 • atualizado em 22/11/2021 às 19h05

O prefeito de Aparecida, João Neto (PL), foi o entrevistado especial desta sexta-feira (19) no programa Olho Vivo, da TV Diário do Sertão. Na entrevista, João Neto tratou de diversos temas relacionados ao seu início de gestão, destacando uma mudança de postura no atendimento social.

“Criamos um novo modelo de gestão com foco no atendimento humanizado a todos os cidadãos aparecidenses, independente de cores partidárias, sexo, religião ou qualquer outra situação. Passamos a planejar todas as ações que são executadas, possibilitando, assim, que as coisas aconteçam em curto, médio e longo prazo”, frisou o prefeito.

VEJA MAIS: 

Prefeito João Neto assegura 1ª construção de uma escola municipal em parceria com o Governo da Paraíba 

João Neto destacou a criação do Orçamento Democrático Municipal como forma de garantir a participação dos cidadãos nas decisões do município. Foram realizadas 11 plenárias do ODM, contemplando as zonas urbana e rural.

João Neto citou, ainda, uma série de programas, ações e “situações que há anos precisavam ser resolvidas”, como é o caso da regulamentação da extração mineral; Programa Jovem Aprendiz; termo de cooperação com os municípios de São Francisco e Santa Cruz que possibilitou a implantação da Casa de Apoio em João Pessoa; entrega domiciliar de medicamentos de uso contínuo; criação da Ouvidoria do município; Plano de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos; Programa Família Acolhedora; inclusão do ensino de Robótica na educação municipal e criação do Memorial da Cultura de Aparecida.

“Reconhecemos as titularidades de 12 professores que há sete anos cobravam das gestões anteriores o reconhecimento dos seus diplomas e eram negados por pura ignorância. Apoiamos os artistas de Aparecida com um Auxílio Emergência durante o período mais duro da pandemia. Reativamos o concurso de fotografia ‘Um Olhar Sobre Aparecida’. Apoiamos as atividades culturais do município, a exemplo do João Pedro e da Mostra Acauã de Cinema. Temos construído e recuperado estradas em todo o município. Iniciamos a construção de pequenos açudes nas comunidades rurais. Recuperamos vários campos de futebol na zona rural e estamos realizando o campeonato de futebol do município. Temos feito a manutenção das ruas e avenidas da cidade, inclusive com abertura de ruas nos novos loteamentos. Iniciamos na última terça-feira o primeiro asfaltamento de ruas da cidade. No próximo dia 10 de dezembro, estaremos abrindo as festividades de fim de ano entregando à população uma linda ornamentação natalina”, elencou João Neto.

João Neto foi entrevistado pelo radialista Levi Dantas (Foto: Kawã Vitor / TVDS)

“Para o ano de 2022, teremos uma série de obras e ações importantes que estão asseguradas por várias emendas parlamentares garantidas pelos deputados federais Wellington Roberto [PL] e Frei Anastácio [PT], pelo senador Veneziano Vital do Rêgo [MDB] e pelos deputados estaduais Lindolfo Pires (Podemos) e Cida Ramos [PSB], destas podemos citar uma escola padrão com quatro salas de aulas, um ginásio poliesportivo, calçamento em várias ruas, reforma e ampliação da Unidade de Saúde Alta Alves Ferreira, reforma da Unidade de Saúde do Assentamento Acauã e construção de uma creche municipal”, completou o prefeito.

Risco de inelegibilidade?

João Neto também comentou sobre a decisão judicial que o condenou com base na acusação de que ele teria participado da invasão a uma propriedade privada nas Várzeas de Sousa em 2015, quando ele ainda era vereador.

Sobre este tema, o prefeito voltou a alegar inocência, mas disse que, se a pena for mantida após esgotarem todas as instâncias, ele poderá trocá-la por prestação de serviços ou pagamento de multa, sem correr risco de ser cassado.

Rompimento com o vice

O prefeito João Neto também comentou sobre o rompimento do vice-prefeito de Aparecida, Hélio Roque (Cidadania), além dos vereadores João Pereira e Judivan Lucas mais conhecido como Miúdo, mas evitou polemizar, dizendo que no futuro eles ‘serão julgados pelo povo’.

”O tempo vai dizer a eles o grau de responsabilidade das ações que eles estão fazendo agora. Eu não qualifico eles com nenhuma situação dessa, só digo que a avaliação de qualquer pessoa que está do lado político e se afasta sem motivo justo, quem vai julgar eles no futuro é o povo”, disse.

DIÁRIO DO SERTÃO

NOVA GESTÃO

VÍDEO: Gerente regional de educação destaca projetos em funcionamento em escolas da região de Cajazeiras

LUTO

VÍDEO: Duas mortes durante o fim de semana na cidade de Itaporanga causam comoção no Vale do Piancó

ELEIÇÕES 2022

VÍDEO: “Aceito esta realidade com a cabeça erguida”, diz Doria ao desistir de pré-candidatura

ROMPIDOS

VÍDEO: João Azevêdo diz que Efraim decidiu pelo seu próprio caminho: “Não posso escolher por ninguém”

Recomendado pelo Google: