header top bar

section content

Após morte provocada por meningite em Cajazeiras, equipes de saúde de Sousa atuam no combate à doença

A secretária de saúde do município de Sousa, Amanda Silveira, disse que a principal forma de prevenir a meningite é por meio da vacinação.

Por Campelo Sousa

27/02/2020 às 17h15 • atualizado em 27/02/2020 às 17h20

Pelo menos dois casos de meningite foram confirmados no Sertão da Paraíba em 2020 de acordo com a Secretaria de Saúde do Estado da Paraíba.

Primeiro caso
No dia 19 de fevereiro em Cajazeiras, uma criança de oito anos, morreu devido a uma meningite bacteriana do tipo meningocócica. Ela teria dado entrada no hospital em estado muito grave, mas teve morte cerebral no segundo dia de internação por não possuir chances de recuperação.

Segundo caso
Uma menina, também de oito anos da cidade de São José de Piranhas, no Sertão, foi diagnosticada com meningite pneumocócica e precisou ser transferida para Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em Patos, onde ficou internada recebendo atendimento médico.

VEJA TAMBÉM
Criança de 8 anos morre vítima de meningite no Hospital Universitário Júlio Bandeira, em Cajazeiras
Mais uma criança é diagnosticada com meningite na região de Cajazeiras e é transferida para UTI de Patos

Ana Caroline Pereira Dias morreu no HUJB em Cajazeiras, vítima de meningite

As vacinas
A reportagem do Diário do Sertão conversou com a secretária de saúde do município de Sousa, Amanda Silveira, e ela destacou a importância das vacinas que previnem a doença:

“A meningite é uma doença que pode ser prevenida, dispomos de vacinas para prevenção dessa doença. Desde ao nascer dispomos da vacina BCG que previne um tipo de meningite que tem vários tipos e pode ser bacteriana, viral e inclusive fúngica. As mães e pais devem levar seus filhos para serem vacinados, procurem a rede de atenção básica para serem vacinados, dessa forma vamos garantir a saúde das crianças e adolescentes”, finalizou.

A secretária de Saúde disse que a UPA está preparada para receber possíveis casos da doença

A coordenadora do Núcleo de Vigilância Epidemiológica no Hospital Regional de Sous, Allane Martins, também conversou com o Diário do Sertão e disse que a unidade de saúde está preparada para atender possíveis casos da doença:

“O hospital está apto a receber esses tipos de casos, são feitas coletas de exames, locais para isolamento disponível e médico infectologista para acompanhar esses casos”, disse Allane.

A principal forma de prevenir a meningite é por meio da vacinação.

O médico Reikson Brasil falou sobre as causas da meningite, os sintomas e a transmissão da doença:

“A meningite é uma inflamação das meninges, membranas que envolvem o cérebro e a medula espinhal”, disse o médico.

O risco de contrair meningite é maior entre crianças menores de cinco anos, principalmente até um ano, no entanto pode acontecer em qualquer idade. A principal forma de prevenir a meningite é por meio da vacinação.

DIÁRIO DO SERTÃO

CRISTOLOGIA

VÍDEO: Programa Diversidade em Foco fala sobre Jesus Cristo na ótica da história e da teologia

NA TV DIÁRIO DO SERTÃO

VÍDEO: As últimas notícias da região de Sousa na política e na área da saúde com Levi Dantas

CRISTO COMO EXEMPLO

VÍDEO: Em mensagem de Semana Santa, padre pede solidariedade às dores do mundo neste momento de pandemia

DIA DO JORNALISTA

VÍDEO: Premiado jornalista lamenta ataques de Bolsonaro a colegas da imprensa: “Não acredito em mudança”

Recomendado pelo Google:
Conteúdo Protegido!