header top bar

Reudesman Lopes

section content

Indefinição no mundo da bola

18/04/2020 às 15h50 • atualizado em 19/04/2020 às 16h10

Coluna de Reudesman Lopes

Por Reudesman Lopes

O mundo vive um momento de pandemia com o Covid 19 e tudo, ou quase tudo está parado, e neste cenário se encontra o futebol que, como de resto está querendo sonhar ou traçando planos para a sua volta, mas, não se sabe quando, nem como e, estes são os problemas que estamos vivenciando.

Os planos são os mais variados possíveis e aqui no Brasil, fala-se que, bem que poderíamos ter competições com sede única, jogos sem torcida, mudanças de fórmulas. Essa pandemia do Covid 19 está levando aos homens que traçam o destino do futebol brasileiro a levantar teorias que possam enxergar o que virá pela frente com relação ao futebol do Brasil e, ainda que o momento não seja adequado para essa volta tão sonhada por todos, frentes se abrem vislumbrando o retorno que, entendo, por demais complicado pela dimensão que é o nosso território nacional.

Várias reuniões estão sendo feitas, ou, digamos, papo de bola, que decerto objetivam traçar rumos, entretanto, representantes da Comissão Nacional de Clubes afirma que nada disso, acima citado, faz parte da atual realidade. Essa realidade vai mostrando que sem previsão de que a crise humanitária seja amenizada, dirigentes e entidades não estão conseguindo vislumbrar uma data base para o retorno. Sem saber o que os aguarda, as federações e clubes estão traçando planos dentro dos mais diversificados cenários que façam com que os prejuízos que estão sendo causados possam ser minimizados. Falando quanto ao futebol paraibano, o cenário é ainda mais cruel, pois, como sabemos, temos os clubes de “ponta” e aqui referencia à aqueles que disputam as competições nacionais, exemplo de Botafogo e Treze na Série C que se asseguram mais eficazes, Atlético de Cajazeiras e Campinense na Série D esses menos eficazes, ai vem o desespero dos outros nossos clubes como Sousa, CSP, Sport, Perilima, Nacional de Patos e São Paulo Crystal.

Assim, em meio a uma crise financeira de proporções irreversível o Nacional de Patos dispensou todos os jogadores e já confirmou “se” a competição do paraibano voltar vai com os meninos da base, a Perilima já fez várias dispensas e seus dirigentes contabilizam um alívio na folha salarial de pelo menos 30 mil reais, o Sport já rebaixado também dispensou seus jogadores e até mesmo o Botafogo de João Pessoa que é o time de maior receita no estado já adiantou a possibilidade de não renovar contratos que estão sendo concluídos neste semestre. O certo é que vivemos hoje, e vamos viver em novo mundo logo após que a pandemia do Covid 19 seja vencida. Enquanto isso: FIQUE EM CASA.

Ficando em Casa
Contrariando o presidente Bolsonaro cá estamos nós em casa e hoje sexta feira dia 17 estamos completando 30 dias de isolamento. Aproveitando para ler mais, escrever mais, e dando aquela arrumada em muitas coisinhas que íamos empurrando com a barriga. Também, traçando planos para quando tudo isso acabar fazermos “melhor” pelo Museu do Futebol de Cajazeiras. Lembrando que estamos nas redes sociais via facebook mostrando um pouco das fotografias da história do nosso futebol, algumas já estão e podem ser vistas lá no Casarão sede do Museu e outras ainda não sendo vistas pela falta de recursos para coloca-las para que você possa vê-las. Mas, em breve, se Deus quiser elas estarão sendo “vistas” pelos visitantes.

Livros
Acabei de fazer uma “leitura minuciosa” dos livros: Lendas & Causos do futebol paraibano do escritor Serpa De Lorenzo e, recomendo a leitura desta obra ela é rica em histórias e contos. Também já li pela sua segunda vez: Do Miolo do Sertão do escritor Sebastião Moreira que narra a história de Chico Rolim e acho que essa leitura deveria ser “obrigatória” pelos cajazeirenses pela riqueza de detalhes contadas pelo autor via Chico. Acabei de concluir de forma bem detalhada, com calma e profunda reflexão o livro Patronos & Patronesses da Academia de Artes e Letras de Cajazeiras – ACAL, suspeito já que somos membro desta, mas, esta obra nos mostra a riqueza da nossa terra, faça a sua leitura e conheça a terra do Padre Rolim com certeza você fará uma viagem.

BOLA DENTRO
Para o consenso que parece ser praticado pelos clubes do futebol do Brasil quanto à volta as suas atividades sem ter como assegurar medidas seguras com relação a saúde de todos. Merece a NOTA 10!

BOLA FORA
Para essa “praga” da política partidária que assola o país que mesmo em meio a maior crise da história de saúde no Brasil, não cessa da briga pelo poder em todas as partes da nação. Vergonha, imoral, nojo. NOTA 0!

Reudesman Lopes

Reudesman Lopes

Professor da UFCG de Educação Física, Comentarista Esportivo da Rádio Alto Piranhas e Colunista Esportivo do Jornal Gazeta do Alto Piranhas

Contato: reudesman@bol.com.br

BOM INVERNO

VÍDEO: após fortes chuvas, barreiros enchem e voltam a transbordar na região de Sousa

DIREITO

VÍDEO: Advogado explica se pais e mães podem ser proibidos de visitar os filhos durante a pandemia

AVANÇO DO VÍRUS

VÍDEO: Cajazeiras chega a 59 casos de Covid-19, e secretária de Saúde faz alerta para a Zona Sul

PRECATÓRIOS

VÍDEO: Vereadora culpa atual prefeito por acúmulo de dívidas trabalhistas na Prefeitura de Ipaumirim-CE

Reudesman Lopes

Reudesman Lopes

Professor da UFCG de Educação Física, Comentarista Esportivo da Rádio Alto Piranhas e Colunista Esportivo do Jornal Gazeta do Alto Piranhas

Contato: reudesman@bol.com.br

Recomendado pelo Google:
error: Alerta: Conteudo Protegido !!