header top bar

section content

Mais um açude do Sertão atinge capacidade máxima e transborda; Na PB já são 11 mananciais sangrando

Este já é um dos 11º açude monitorado pela Agência Executiva de Gestão das Águas (Aesa) que está com o volume acima da sua capacidade total.

Por Luzia de Sousa

16/04/2018 às 08h47

Açude de Itaporanga sangrou no último sábado (14), no Sertão da Paraíba (Foto: Reprodução/TV Paraíba)

Depois das grandes chuvas deste mês de abril, mais um açude da Paraíba sangrou nesse final de semana, dessa vez em Itaporanga, Sertão paraibano. O açude Cachoeira dos Alves, que abastece o município, atingiu mais de 10 milhões de metros cúbicos, chegando a 100% da sua capacidade total.

VEJA TAMBÉM:

+ Açudes nas regiões de Cajazeiras e Sousa continuam aumentando seus volumes; veja os números

+ Agente da CAGEPA detecta desperdício de água em Boqueirão e alerta autoridades

Este já é um dos 11º açude monitorado pela Agência Executiva de Gestão das Águas (Aesa) que está com o volume acima da sua capacidade total. O açude de Itaporanga não transbordava há oito anos.

Além do Cachoeira dos Alves, estão transbordando no Sertão da Paraíba, os açudes de Carrapateira, Cachoeira dos Índios, Serra Grande, São José de Caiana, São José de Piranhas, Diamante e Taperoá.

O açude de São Gonçalo em Sousa está prestes atingir 50% do seu volume total. Já Engenheiro Ávidos (Boqueirão), em Cajazeiras chegou a marca dos 59,27 milhões de metros cúbicos.

Segundo a Aesa, são 44 reservatórios com capacidade superior a 20% do volume total, 44 com menos de 20%, em observação e 28 em situação crítica, com menos de 5% da capacidade total.

DIÁRIO DO SERTÃO

"AQUI NESSA MESA DE BAR"

VÍDEO: Homenagem a garçons de Cajazeiras no programa Xeque-Mate tem música, drinks e boas histórias

SAÚDE E BEM-ESTAR

VÍDEO: Sangramento nas regiões do reto e do ânus pode ser sinal de doença grave, avisa médico

APOIO DE CRAQUE

VÍDEO: Embaixador do Campeonato Paraibano, Hulk diz que está à disposição para ajudar clubes do Sertão

COMISSÃO DE DIREITOS HUMANOS

VÍDEO: Para advogado da OAB de Cajazeiras, investir em presídios e não em escolas é ‘enxugar gelo’