header top bar

section content

Juiz da Comarca de Itaporanga cria projeto para cuidar de animais de rua

O magistrado tem projeções para o próximo ano. Ele quer ampliar o projeto e desenvolver na mente das pessoas, esse cuidado pelos animais indefesos

Por Luiz Adriano

12/11/2020 às 10h47

O Projeto desenvolveu uma Ação onde vários animais foram vacinados (Foto: Assessoria)

O juiz Antônio Eugênio Leite, da comarca de Itaporanga, região do Vale do Piancó, desenvolve um projeto na cidade para cuidar dos animais de rua. O nome do projeto é “Alimentando Pets”. Em outubro foi realizada uma ação, a qual teve a parceria do Centro de Zoonoses do município, assim como, da Prefeitura Municipal. Na atividade, cerca de dez animais foram vacinados, como também foram realizados testes para diagnóstico do calazar.

Antônio Eugênio Leite disse que após as eleições dará mais um passo importante no projeto: “Realizamos esta etapa da vacinação e, após as eleições, vamos estudar a questão da castração. Começamos com a alimentação, ampliamos para a vacinação e testes para detectar o calazar e o próximo passo é a castração”, explicou.

VEJA TAMBÉM

TJPB determina que município de Patos faça controle da população de cães e gatos

O magistrado também falou das expectativas para 2021. Segundo ele, o objetivo é ampliar a iniciativa, fazendo com que, desperte nas pessoas a vontade delas mesmas criarem organizações e fundações para proteger os animais, assim como, o poder público e iniciativas privadas. “A pandemia trouxe várias restrições, mas conseguimos desenvolver o projeto”, enfatizou.

Os veterinários Radmacyo Gomes e Luana Figueiredo são os integrantes da equipe do Centro de Zoonoses que dão suporte ao projeto. De acordo com Radmacyo Gomes, a vacina antirrábica foi aplicada durante a campanha contra a raiva. “Além da vacina, verificamos, também, se algum animal precisava de medicação e, se tinha pets novos na área. Em caso positivo, fizemos o teste para diagnosticar o calazar. Durante os testes, encontramos um animal doente, que foi recolhido pela equipe. Os demais animais que estavam saudáveis receberam a vacina contra a raiva”, esclareceu.

O veterinário disse ainda que os animais que participam do projeto, embora sejam de rua, são mais dóceis e acostumados ao contato humano. Conforme ele, não foi difícil fazer a vacinação, mas mesmo assim, entendeu que deveria levar os itens de segurança necessários para proteção da equipe como: as capturadoras e a focinheira.

O médico veterinário lembrou que há no Centro de Zoonoses, o projeto para castrar animais de rua, mas, é necessário o equipamento cirúrgico. “Quando colocarmos em prática o projeto, os animais serão testados para leishmaniose e, os saudáveis serão castrados. Os que tiverem resultado positivo para a doença, serão eutanasiados”, afirmou.

Atualmente, cerca de 100 animais em situação de rua são beneficiados com o ‘Alimentando os Pets’. Além do Centro de Zoonoses, o Corpo de Bombeiros da região apóia a iniciativa, fornecendo banho aos cães e gatos.

DIÁRIO DO SERTÃO

DETONOU

VÍDEO: Advogado repudia vice-presidente Mourão após afirmação de que não existe racismo no Brasil

'NUNCA FIZ MAL A NINGUÉM'

VÍDEO: Médico e enfermeiro derrotado nas eleições em Ipaumirim-CE crítica oposição e faz desabafo

ALEGRIA DO SERTANEJO

VÍDEO: Rios transbordam após chuva de 110 milímetros em cidade da região de Princesa Isabel

VAMOS AJUDAR

VÍDEO: Com câncer raro, cearense faz apelo para conseguir dinheiro para cirurgia: “Entrego a Deus”

Recomendado pelo Google:
error: Alerta: Conteudo Protegido !!