header top bar

section content

Gildemar Pontes

Escritor e Poeta. Ensaísta e Professor de Literatura da Universidade Federal de Campina Grande – UFCG, em Cajazeiras. Graduado em Letras pela UFC, Mestre em Letras UERN. Doutorando em Letras UERN. Editor da Revista Acauã e do Selo Acauã. Tem 22 livros publicados e oito cordéis.

É traduzido para o espanhol e publicado em Cuba nas Revistas Bohemia e Antenas. Vencedor de Prêmios Literários locais e nacionais. Foi indicado para o Prêmio Portugal Telecom, 2005, o principal prêmio literário em Língua Portuguesa no mundo. Ministra Cursos, Palestras, Oficinas, Comunicações em Eventos nacionais e internacionais. Faixa Preta de Karate Shotokan 3º Dan.

Email: gilpoeta@yahoo.it

OPINIÃO | 20/02/2015 10:50

A última nota de Ana Cláudia

Em memória de Ana Cláudia Pessoa, que se despediu tragicamenteda vida neste carnaval. Ela não faltou à última aula. Sentou como sempre no centro da sala, prestava atenção e ficava calada. Poucas vezes a vi tagarelando mesmo no intervalo das aulas. Era uma moça recatada e gostava de um garotinho da vizinha, que mostrava costumeiramente […]


OPINIÃO | 26/12/2014 01:49

Somos Icebergs

Fazer uma analogia como essa, somos icebergs, talvez soe meio estranho, inadaptado ao lugar onde vivo e onde as pessoas conhecem gelo comumente como um bloco que se acrescenta ao copo para esfriar uma bebida.  Eu quero falar de nós, porém, como uma grande pedra de gelo que desafia o olhar aparente, como a montanha […]


OPINIÃO | 24/10/2014 15:29

Deus e o diabo nas redes sociais

Tenho acompanhado e participado dos debates nas redes sociais em torno das candidaturas ao Palácio do Planalto. Estão em jogo dois projetos políticos distintos, mas infelizmente dois métodos semelhantes de defendê-los. O que me faz lembrar a célebre passagem de dois romances, Esaú e Jacó, de Machado de Assis e, O Cortiço, de Aluisio Azevedo. […]


OPINIÃO | 17/10/2014 09:47

A orfandade política e a patrulha ideológica

Parece que não fazemos mais revolucionários como antigamente. Não precisamos de heróis, é certo, mas uma boa lembrança de algumas figuras da política contemporânea brasileira poderia servir para ilustrar a acefalia da esquerda e o crescimento idiotizante da direita brasileira. Ainda uso a terminologia direita / esquerda para não falar em capitalismo contra socialismo, ausentes […]


OPINIÃO | 19/06/2014 12:32

De tarde eu ouvia Chico Buarque

No aniversário de 60 anos de Chico Buarque a Revista Acauã lançou um número especial, com direito a entrevista realizada com o cantor, em Fortaleza, num dia emocionante, quando eu e o escritor Rinaldo de Fernandes ficamos cara a cara com o ídolo, o ícone da MPB que criara tanta afinidade com a poesia que […]


OPINIÃO | 27/05/2014 07:59

Da cultura de elite ao desamor

Hoje, debatemos em sala o texto “Cultura de elite”, do Nélson Werneck Sodré. E analisamos as razões da nossa apatia e da nossa inconsistência enquanto sociedade pré-falida que herdou o autoritarismo e a negligência com a Educação e o Conhecimento Científico de um Estado patriarcal e escravista que nos deixou um legado maldito da ignorância […]


OPINIÃO | 16/05/2014 17:42

Se envergonha, povo Brasileiro

Todos vimos estupefatos a TV mostrar os saques em Pernambuco. Bastou uma greve da Polícia Militar para mostrar a fragilidade do Estado brasileiro em prover a segurança do cidadão. Somos órfãos de políticas públicas e o governo federal pousa cinicamente de democrata num estado à beira da falência moral, ética e educacional.  O fato de […]


OPINIÃO | 12/04/2014 08:24

Antes arte do que tarde

Há muito tempo, descobri que não poderia viver sem a arte. Quando criança, foram as leituras dos contos infantis. Os irmãos Grimm, Christian Andersen, Charles Perrault, As mil e uma noites, os contos de Trancoso, contados por minhas tias, todos eles iluminaram o meu espírito infantil, sem contar os inúmeros cordéis que eu ouvia, narrados […]


OPINIÃO | 01/04/2014 16:54

A ditadura matou a minha mãe

Eu senti as dores das mães da Plaza Del Mayo, em Buenos Aires, que reclamavam seus filhos perdidos durante a ditadura na Argentina. Aqui no Brasil, a ditadura militar vitimou milhares de jovens e feriu o coração de milhares de mães, impondo um toque de recolher na esperança e fazendo da ausência uma lacuna indevassável […]


OPINIÃO | 28/03/2014 19:58

O amor, a poesia e a inutilidade de todas as coisas

1. Os amantes merecem o céu porque amam. Deles são extraídas as verdades que construíram a história de tantos homens e mulheres, sob a bandeira do amor e da paixão. Pelo amor já se fez guerra, já se matou, já se morreu, porque o amor está acima da vida e da morte. Só quem ama […]

Recomendado pelo Google:
error: Alerta: Conteudo Protegido !!